em busca do equilíbrio

Pelos poderes da ioga

Prática milenar promove benefícios para corpo e mente

Valéria Oliveira
Valéria Oliveira
Publicado em 12/04/2015 às 8:32
Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Prática milenar promove benefícios para corpo e mente - FOTO: Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

Correria diária, ritmo intenso de trabalho e estudo, esforço para dar conta de todas as tarefas. Chega um momento em que o corpo simplesmente não consegue acompanhar o ritmo frenético e pede arrego. O cansaço físico e emocional provocados pelo estresse de uma rotina atribulada são apenas alguns dos sintomas da vida moderna. E também umas das razões que têm incentivado cada vez mais homens e mulheres a buscarem o equilíbrio entre corpo e mente.

Foi essa busca que fez Daniela Meira, 30 anos, deixar de lado a carreira de administradora de empresas e se dedicar inteiramente à ioga (ou yoga, na língua sânscrita). A prática, que surgiu há cerca de cinco mil anos na Índia, propõe harmonizar o corpo e a mente através de técnicas de respiração (pranayamas), posturas (ásanas) e meditação. Os professores e praticantes garantem: promove equilíbrio interior, paz espiritual e, de quebra, faz bem para o organismo.

“Comecei a praticar ioga em 2002 e logo no início percebi que me trouxe muitos benefícios físicos. Além disso, me proporcionou uma consciência maior sobre o meu corpo e com a respiração”, explica Daniela, que desde 2011 deixou de ser aluna e se tornou professora da modalidade. Ela é adepta do ashtanga vinyasa ioga, uma das diversas linhas e métodos de ioga existentes no mundo inteiro. Cada um deles tem abordagens e propostas para diferentes gostos, características e interesses pessoais, mas com um objetivo comum: a harmonia plena. Entre os métodos mais populares estão o hatha ioga, associado à prática de posturas e exercícios de respiração e relaxamento; o ashtanga, que foca no desenvolvimento da flexibilidade, resistência, força e agilidade do praticante; e o iyengar ioga, que trabalha o conceito de alinhamento, tanto físico quanto o alinhamento da ação com o pensamento.

Alguns estudos científicos já realizados na área comprovam que a prática regular promove equilíbrio físico e mental, força, resistência muscular, flexibilidade, atua no controle da ansiedade, relaxa e acalma, melhora o funcionamento dos sistemas imunológico, digestivo, reprodutor e excretor. Além disso, a ioga também proporciona melhoria do sono, diminuição do nível de estresse, lubrifica as articulações e ativa a circulação sanguínea.

De acordo com Helena Cavalcanti, presidente da Associação dos Profissionais de Yoga de Pernambuco (Apype), os benefícios são sentidos logo nos primeiros meses. “Os ganhos são consequência de uma transformação física e mental conquistada através dos movimentos feitos em aula e de hábitos saudáveis adquiridos com a prática relativos à alimentação, comportamento, sono e outros cuidados. A ioga proporciona mais energia e, ao mesmo tempo, relaxamento”, explica. Ainda segundo a especialista, que trabalha há mais de 20 anos na área, a técnica consegue trabalhar corpo, mente e alma ao mesmo tempo.

A melhoria na qualidade de vida promovida pela prática indiana também foi o que atraiu a advogada Paula Vidal, 38. Adepta da modalidade há dois anos, Paula garante que a mudança é perceptível. “Desde que comecei a praticar percebi que diminuiu minha ansiedade e aumentou minha capacidade de concentração. A musculatura também fica mais firme”, explica.

Outra boa notícia é que qualquer pessoa pode praticar ioga, até mesmo crianças, idosos, e mulheres grávidas (a partir do terceiro mês de gravidez). Mas os especialistas advertem: é importante ter o cuidado de buscar profissionais capacitados e que possam adaptar as aulas de acordo com as necessidades e possibilidades de cada pessoa. 

Para quem é adepto, a ioga vai além de torcer e movimentar o corpo. A modalidade, embora esteja associada com técnicas meditativas do budismo e do hinduísmo, é tida pelos entusiastas não como uma religião, mas, sim, como uma filosofia de vida, que oferece práticas de valores éticos, virtudes mentais, posturas físicas e meditação que auxiliam na construção e no aprimoramento da personalidade e do caráter. “A ioga disponibiliza formas para se conectar consigo mesmo, é uma ferramenta de auto-observação, proporciona um mergulho interno. Antes da ioga eu era uma pessoa, agora sou uma versão melhorada de mim mesma”, diz Daniela Meira. “Hoje me sinto bem melhor, encontrei um pouco mais de paz no dia a dia”, complementa Paula Vidal.

Últimas notícias