PASSEIO TURÍSTICO

Rui Barbosa entra na rota do Conheça o Recife

Passeio, organizado pela Secretaria de Turismo do Recife, é gratuito e acontece neste sábado

Cinthya Leite
Cinthya Leite
Publicado em 05/07/2012 às 12:09
Rodrigo Lobo / JC Imagem
Passeio, organizado pela Secretaria de Turismo do Recife, é gratuito e acontece neste sábado - FOTO: Rodrigo Lobo / JC Imagem
Leitura:

A Avenida Rui Barbosa será cenário, neste sábado, de mais uma edição do Conheça o Recife, projeto promovido pela prefeitura da cidade, através da Secretaria de Turismo (Setur). O passeio turístico, gratuito e aberto ao público, tem saída às 14h da Praça do Arsenal da Marinha, no Bairro do Recife.

Realizado semanalmente, o Conheça o Recife tem como objetivo convidar os moradores a observarem melhor a cidade onde residem. “Para esta edição do roteiro, reservamos apenas um ônibus porque os estabelecimentos que visitaremos não permite a circulação de muitas pessoas. Ou seja, estão abertas apenas 50 vagas”, informa a gerente de pesquisa e informação da Setur, Fernanda Morais, que coordena a ação.

Ele ressalta que, para a Avenida Rui Barbosa, foram reservadas duas etapas de passeios: a primeira depois de amanhã e a segunda ainda sem data definida. “Para o circuito desta semana, planejamos paradas na Capela dos Manguinhos, na Praça do Entroncamento e no Museu do Estado de Pernambuco”, diz Fernanda. Os participantes do passeio contam com o auxílio de um guia turístico e de dois funcionários da Setur.

Neste sábado, a primeira parada será na Capela dos Manguinhos. Construída entre 1711 e 1741, foi fundada pelo padre Francisco de Sales. A capela conserva até hoje a pintura da capela-mor e um grande painel central representando o casamento de José e Maria.

O roteiro também passará pela Praça do Entroncamento. Projetado pelo paisagista Burle Marx em 1935, o espaço ganhou este nome porque costumava abrigar o cruzamento de três antigas estradas de ferro urbano: a do Arraial, a da Várzea e a de Dois Irmãos. Assim, a denominação foi colocada pela população recifense. A praça possui várias mangueiras, que foram plantadas em 1924, por ocasião do governo de Sérgio Loreto.

A última parada será no Museu do Estado de Pernambuco (MEP). O palacete de dois andares do século 19 abrigou a residência do Barão de Beberibe. A edificação constituía-se no antigo solar imperial do Dr. Augusto Frederico de Oliveira, um neto materno do Barão de Beberibe. Nele, encontra-se um amplo jardim de acácias, mangueiras, goiabeiras e jambeiros.

O MEP, diga-se de passagem, foi criado no dia 24 de agosto de 1928, através da Lei Estadual nº 1.918. Atualmente, o acervo do museu é composto por 14 mil peças.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias