Turismo & Lazer

Em Noronha, 30% dos leitos ainda estão disponíveis

A ilha é para quem quer aliar natureza com badalação

Carol Botelho
Carol Botelho
Publicado em 04/10/2012 às 11:40
A ilha é para quem quer aliar natureza com badalação FOTO:
Leitura:

Fernando de Noronha é destino de ano-novo das estrelas nacionais e, portanto, objeto de desejo dos reles mortais em busca de uma boa badalação. Quem quiser aproveitar a festa de fim de ano na ilha, no entanto, vai ter que se rebolar para conseguir uma vaguinha nas pousadas mais famosas do lugar. “Acredito que 70% dos leitos já estão ocupados”, garante o presidente da Associação de Pousadeiros da ilha, Pedro Henrique Costa.

A Pousada Zé Maria, por exemplo, só receberá convidados e familiares do proprietário. A Pousada Maravilha já não tem mais vagas nem para o Carnaval do ano que vem. E a Pousada Solar de Loronha dispõe apenas de dois bangalôs, cada um com a salgada diária de R$ 2.286,14 para o casal, com café da manhã.

A festa aberta ao público, no entanto, está garantida. Com direito a queima de fogos e shows ao vivo, ela acontece no Porto de Santo Antônio. “Devemos fechar a programação na próxima segunda-feira”, avisa o coordenador de Meio Ambiente de Noronha e organizador da festa, Alexandre Lopes.

De acordo com a administração do destino, durante a alta estação, que vai até o final de janeiro, cerca de cincomil visitantes costumam atracar em Noronha. Entretanto, a partir do dia 20 de dezembro, já é possível notar o aumento na entrada de turistas.

ATRAÇÕES - Deixando a badalação de lado, a atração é a natureza do arquipélago. No Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, belas praias, piscinas naturais e trilhas ecológicas.

Entre as mais famosas, destaque para as Praias do Sancho e a do Leão. A primeira é ideal para mergulho e é a escolhida pelas tartarugas para a desova. Por causa disso, fica interditada entre janeiro e julho, das 18h às 6h.
Já a Praia do Leão ganhou o nome por causa da formação rochosa dentro do mar semelhante a um leão-marinho deitado.

A Cacimba do Padre, uma das maiores praias da ilha, é muito procurada pelos surfistas porque chega a ter ondas de cinco metros de altura durante o verão.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias