Europa

Romênia abre ao público local da execução de Ceaucescu

Antigo quartel militar de Targoviste, onde Nicolae Ceausescu e sua mulher foram executados, poderá ser visitado a partir de setembro

AFP
AFP
Publicado em 13/08/2013 às 7:30
Leitura:

O antigo quartel militar de Targoviste, no qual Nicolae Ceausescu e sua mulher, Elena Ceausescu, foram executados em dezembro de 1989 poderá ser visitado a partir de setembro. “Os visitantes poderão ver o muro onde os Ceausescu foram fuzilados”, indicou à agência de notícias Mediafax o diretor do complexo do museu de Targoviste, Ovidiu Carstina.

“O interior do edifício foi repintado com as mesmas cores de 1989, o mobiliário também será o mesmo. Estamos preparando as salas onde o julgamento foi improvisado e onde os Ceausescu passaram sua última noite”, acrescentou.

Os pedidos de visita por grupos de turistas estrangeiros possibilitaram a abertura ao público do local, explicaram as autoridades locais.

No dia 22 de dezembro de 1989, os Ceausescu decidiram fugir de Bucareste, capital da Romênia, a bordo de um helicóptero, enquanto uma manifestação contra o ditador ocorria diante da sede do comitê central do partido comunista.

O exército, que havia se colocado ao lado dos manifestantes, deteve o casal a uma centena de quilômetros da capital e os conduziu ao quartel militar, onde foram fuzilados três dias depois após um processo sumário.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias