COMPORTAMENTO

O dia termina em pizza na Campus Party

Campuseiros não saem da frente do computador nem para comer. Dieta é à base de biscoito, torta e fast-food

Jessica Souza
Jessica Souza
Publicado em 27/07/2012 às 22:35
Campuseiros não saem da frente do computador nem para comer. Dieta é à base de biscoito, torta e fast-food FOTO:
Leitura:

Café da manhã: bolacha. Almoço: pizza. Jantar: fast-food. A dieta não está lá essas coisas, mas os nerds nem parecem se importar com o excesso de calorias e falta de nutrientes. Para eles, a Campus Party é só diversão. "Ganhei duas pizzas numa competição de Angry Birds promovida pela Samsung e foi isso que almocei com meus amigos", contou, satisfeito, o estudante Vladson Henrique Marinho, 15 anos.

Outro grupo que só pensa em computador é o de estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). Daniele Montenegro, Nelson Ion, Daniel Lucas e Sedir Morais só querem saber de aplicativos e não saem na frente dos laptops. "Não tivemos tempo. A gente até planejava sair, mas começamos a desenvolver um aplicativo e ficamos por aqui. Comemos pizza e uma torta", relembra Daniele.

Dieta compartilhada pelo professor de robótica Diogo Lacerda, 23 anos. "Como o prato feito da Campus custa R$ 18 e eu achei caro, a gente está dividindo pizza. Tenho aluno que está trazendo fast-food e torta. Dividimos tudo", comentou. "No café da manhã é biscoito, pipoca e esperar para comer de verdade na hora do almoço", complementou Diogo, que acampará durante toda a Campus Party.

HORA DO BANHO

Além do alto preço da comida, outro fator que Diogo acredita que deve ser observado pela organização é a iluminação do camping. "A luz está muito forte. A gente tem que dormir com algo no olho. O barulho também. Dá três da manhã e o pessoal ainda está conversando", disse. Já o banho aconteceu sem problemas. "Foi rápido. Não demorei nem dois minutos para entrar. Estava tudo limpo", conta.

A estudante baiana Daniela Santos, 21, aproveitou para fazer uma comparação com a versão de São Paulo do evento. "Não é aquela megaprodução, com 7 mil pessoas, mas está tudo ótimo", opina. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias