PROVEDOR

Surfix levará rtiple play à Classe C

Empresa lançará serviço de TV digital no segundo semestre

Jacques Waller
Jacques Waller
Publicado em 03/01/2013 às 11:52
Leitura:

Os serviços de comunicação e entretenimento, antes limitados à classe média começam a chegar à emergente classe C do Recife. Uma prova disso é que o provedor de telefonia e internet Surfix oferecerá, em 2013, o serviço triple play nas zonas periféricas da capital pernambucana. Segundo o diretor-executivo, Aresk Melo, a empresa disponibilizará TV digital via fibra ótica a partir do segundo semestre desse ano, especificamente para atender aos novos consumidores, não atendidos por operadoras como Oi e GVT, por exemplo.

“Esse segmento é bastante esquecido pelas operadoras. Hoje, trabalhamos justamente nos subúrbios onde os grandes players não vão”, conta Melo. “Estamos apenas esperando a homologação da Anatel para iniciar a operação. Por enquanto, temos apenas licença para serviços multimídia, mas assim que sair a permissão para o triple play, iniciaremos a oferta”, conta.

Os valores ainda não foram definidos, mas como a intenção é vender telefonia fixa, internet e TV por assinatura a um público de menor poder aquisitivo, Melo diz que a proposta é manter o preço baixo. “Achamos que conseguiremos oferecer pacotes de TV na casa dos R$ 34,90. Acreditamos que o tíquete médio do cliente dos três serviços gire em torno de R$ 100, que achamos caber no bolso desse público”, diz.

De acordo com Melo, o serviço de TV da Surfix utilizará o sistema de IP TV, via fibra ótica para transmitir tanto o sinal de telefone e internet, quanto o da programação da TV. “Isso permite que toda a programação seja em full HD, além de garantir mais interatividade”, diz.

Melo conta ainda que o crescimento e a ampliação de serviços de banda larga móvel não diminuem a necessidade de provedores em áreas suburbanas. Pelo contrário, o executivo acredita que ainda há uma demanda reprimida muito grande. “Tanto a banda larga quanto a TV por assinatura têm penetração muito pequena. Ainda há muita demanda fora da capital e até no Centro da cidade é difícil achar uma oferta de qualidade dentro das áreas que são atendidas”, comenta. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias