MANUTENÇÃO

Atenção redobrada com o disco de freio do carro

Alguns cuidados simples como evitar freadas bruscas em terrenos alagados podem prolongar a vida útil do sistema de frenagem e ajudar a prevenir acidentes

Sofia Costa Rego
Sofia Costa Rego
Publicado em 16/10/2011 às 9:00
Leitura:

O sistema de freio a disco é utilizado hoje por praticamente todos os carros produzidos no Brasil. O equipamento, que substituiu os tradicionais freios a tambor, requer uma atenção especial do motorista, pois seu mau funcionamento pode aumentar consideravelmente o risco de acidentes. Alguns cuidados simples com discos e pastilhas podem prolongar a vida útil de todo o sistema de frenagem e evitar uma ida precoce à oficina. Assim como os demais componentes do automóvel, o freio também dá indícios de quando precisa de uma mãozinha.

O principal sintoma de que algo não está dentro dos parâmetros é o aparecimento de barulhos durante uma simples freada. Isso pode ser o indício de pastilhas gastas ou de um disco com rebarbas na lateral, que aparecem com o desgaste natural do disco de freio e produzem esse som característico da raspagem entre rebarba e pastilha. Outro indicativo de que as coisas não estão em ordem é a trepidação. Se o carro começar a tremer em excesso quando o freio é acionado em velocidades médias e baixas é sinal de que o disco pode estar deformado.

» Leia a reportagem completa no Jornal do Commercio deste domingo

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias