desempenho

Montadoras investem em carros turbinados

Ao invés de usar motores superpotentes, as montadoras estão apostando em propulsores menores de alta performance

Silvio Menezes
Silvio Menezes
Publicado em 25/11/2012 às 15:03
Foto: Divulgação
FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Os motores turbo, antes associados a modelos de alta performance e de carros de competição, começam a ganhar espaço na indústria dos automóveis “convencionais”. Hoje, eles estão cada vez mais presentes no mercado brasileiro, mesmo em veículos de baixa e média cilindradas. Além de garantirem um bom desempenho nas ruas, os turbinados se destacam pelo custo-benefício e por serem mais amigos do meio ambiente. Pequenos, mas muito eficientes, são em média 40% mais potentes que um propulsor do mesmo tamanho sem o turbocompressor.

Na prática, os carros equipados com turbo trabalham como um motor normal. No momento em que o motorista pisa mais forte no acelerador, ele ativa uma espécie de ventilador (turbina) que empurra mais ar para dentro do motor, melhorando a queima do combustível e fazendo com que o propulsor alcance um desempenho maior. Basta o condutor aliviar o pé que ele passa a trabalhar normalmente, sem gastar tanto combustível. Esse é a vantagem de ter um carro com motor turbo ao invés de um grandalhão, que gasta mais gasolina porque trabalha em alta a maior parte do tempo.

Foto: Divulgação
Fiat Punto T-Jet é equipado com motor turbo 1.4 - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Volkswagen Tiguan - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Peugeot 3008 - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Audi A1 - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Fiat Bravo T-Jet - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Volkswagen Passat Variant - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Renault Fluence GT - Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Peugeot 308 THP - Foto: Divulgação

 

Leia mais no Jornal do Commercio deste domingo

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias