test-drive

Avaliamos o Tracker, o jipinho da Chevrolet

Visualmente, o carro é muito acertado, tendo, inclusive, as rodas aro 18

Da editoria de Veículos
Da editoria de Veículos
Publicado em 01/02/2014 às 9:00
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Visualmente, o carro é muito acertado, tendo, inclusive, as rodas aro 18 - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Os SUVs, os famosos utilitários esportivos ou jipes de luxo, caíram na graça dos brasileiros. Por reunirem o conforto dos sedãs e uma boa altura em relação ao solo, se tornaram ideais para aqueles motoristas que podem pagar um pouco a mais por um carro de passeio robusto para rodar nos grandes centros. As opções no mercado nacional são muitas, mas no time de SUVs compactos à venda no Brasil – onde os grandes nomes são o Ford EcoSport e o Renault Duster – o novato Chevrolet Tracker chega para ocupar um lugar de destaque nessa briga. 

O veículo vendido no Brasil é feito no México. O Tracker herdou o nome do pequeno SUV que a Chevrolet vendeu por aqui no início dos anos 2000, mas esse novo é outro carro. A versão LTZ, que já vem completa de itens de conforto, sai por R$ 75.190. Ele tem como opcionais apenas o teto solar e airbags laterais. Incluindo os dois itens e a pintura metálica, o preço sobe para R$ 80.015. Existe também uma série especial batizada de Freeride com câmbio manual e rodas menores, aro 16. 

O modelo testado pela reportagem do JC foi exatamente o mais pomposo da linha, o LTZ. Visualmente, o carro é muito acertado, tendo, inclusive, as rodas aro 18. Tem jeito de SUV caprichado, embora não ofereça o recurso da tração 4x4. É mesmo um carro para rodar na cidade e estradas. A boa suspensão e a altura do solo o credenciam a enfrentar lombadas e alguns buracos comuns nas pistas de grandes cidades como o Recife, mas não dá para se aventurar além disso.

Leia mais no Jornal do Commercio deste domingo (2)

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias