ELÉTRICOS

Governador da Califórnia quer banir carros a gasolina e diesel

Para diminuir a poluição, estado norte-americano estuda maneira de restringir os motores à combustão

Editoria de Veículos
Editoria de Veículos
Publicado em 27/09/2017 às 17:02
Divulgação
Para diminuir a poluição, estado norte-americano estuda maneira de restringir os motores à combustão - FOTO: Divulgação
Leitura:

O governador da Califórnia, Jerry Brown, quer proibir a venda de veículos movidos por motores de combustão interna em seu estado. A Califórnia é o mais populoso estado norte-americano e, no ano passado, registrou o emplacamento de cerca de 2 milhões de veículos novos. É praticamente a mesma quantidade de veículos vendida no Brasil em 2016. Jerry Browm enviou comunicado a Mary Nichols, presidente do Conselho de Recursos do Meio Ambiente da Califórnia, perguntando porque o estado não poderia seguir o exemplo da China, França e Reino Unido que já anunciaram o banimento dos carros movidos a combustão de suas ruas em um futuro próximo.

Segundo o site Automotive News, se a Califórnia abraçar essa política, teria reflexos por toda a indústria automobilística global devido ao peso do mercado automotivo da Califórnia. Os fabricantes tradicionais como General Motors, Ford, Toyota entre outros, seriam pressionados a investir em tecnologia para tornar os veículos elétricos o padrão para transporte pessoal nos Estados Unidos. Ao mesmo tempo, se colocaria em dúvida o futuro dos automóveis a gasolina e diesel no restante do mundo. A Califórnia já estabeleceu o objetivo de reduzir as emissões de dióxido de carbono em 80% até 2050 e, sem dúvida, para atingir um nível tão alto de redução dos poluentes a adoção em massa de veículos eletrificados seria um importante passo. O problema, é que o desejo do governador Jerry Brown vai de encontro a política adotada pelo presidente Donald Trump que prefere incentivar o uso dos combustíveis fósseis nos Estados Unidos.

CARROS

Desde 1970 a Califórnia tem autonomia para fazer suas próprias regras ambientais. Mas as regras são avalizadas pela EPA, agência federal que cuida do meio ambiente nos Estados Unidos. Em vez de tentar aprovar o banimento radical de carros à combustão junto ao órgão federal, a Califórnia estuda criar restrições para o registro de veículos não-elétricos no estado ou restringir o acesso de automóveis à combustão nas estradas estaduais californianas. Ainda de acordo com o site Automotive News, Mary Nichols, presidente do Conselho de Recursos do Meio Ambiente da Califórnia, em entrevista na sede da Bloomberg em Nova York, declarou que há pessoas que acreditam que é possível parar todas as vendas de novos carros de combustão interna até 2030, 2035 ou 2040. "Apesar de ser difícil prever quando essa medida se dará ela não está fora de questão", disse Nichols.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias