PMDB compra briga

Giovanni Sandes
Giovanni Sandes
Publicado em 04/10/2011 às 14:30
Leitura:
O PMDB do senador Jarbas Vasconcelos anuncia que recorrerá a "todas as instâncias da Justiça Eleitoral" para conseguir alguma punição por infidelidade partidária para a prefeita de Lagoa Grande, Rose Garziera, que se filiou ao PSB do governador Eduardo Campos. O partido a acusa de "trocar obras e benesses  oferecidas pelo governo" pela migração partidária. Não detalha, porém, que benefícios teriam sido."O PMDB sempre teve um comportamento de tolerância e uma postura democrática. Mas não aceitará mais a prática espúria da cooptação e da infidelidade partidária que transforma a política num verdadeiro vale-tudo", justifica a direção do partido em e-mail.O PMDB alega que no período em que esteve no partido a prefeita Rose Garziera "teve todo apoio da direção do partido, inclusive para enfrentar os ataques dos seus adversários"."Diante disso, a executiva decidiu  fazer cumprir  o que determina a legislação  no que toca a fidelidade partidária".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias