De olho no padre e na missa

Publicado em 14/06/2013 às 11:00
Leitura:
Armando Monteiro surpreende. Trabalha defendendo a tese da “mobilidade natural”. Para alavancar o seu projeto de ser candidato ao governo em 2014, movimenta-se dentro do campo político no qual está inserido. Não é uma “mesa de centro” que é arrastada para qualquer lado. Por isso, está confortável em dialogar com os aliados. Existe vida sem o PSB.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias