Bomba chiando - 2

Publicado em 15/10/2014 às 12:09
Leitura:
A relação entre o governo e os praças e oficiais militares de Pernambuco está por um fio. A tropa foi surpreendida com a prisão de um dos líderes da greve dos militares de abril. O bombeiro José Roberto Vieira recebeu a notificação da prisão disciplinar após a eleição e foi preso ontem. O recado dado à categoria é para que ninguém comente a detenção. O líder da greve deve permanecer preso por mais 20 dias. Pedidos de punição para outros líderes daquele movimento foram protocolados na Justiça. Esse clima tenso entre os militares de Pernambuco pode influenciar o voto da tropa neste segundo turno. A coisa está pegando fogo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias