Com pinta de candidato

Publicado em 03/01/2015 às 9:10
Leitura:
Como é de praxe na posse coletiva, o secretário da Casa Civil fala em nome da equipe. Antonio Figueira cumpriu o script: enalteceu as qualidades do novo governador Paulo Câmara, lembrou de Miguel Arraes e disse que a nova gestão vai avançar na trilha de Eduardo Campos. Concluiu citando uma das frases preferidas de Eduardo: “vamos pegar no serviço”. Mesmo negando, está construindo um discurso de candidato. Tem quatro anos para se cacifar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias