A anistia que o Congresso não quer dar a Dilma não pode sobrar para Eduardo Cunha

Maria Luiza Borges
Maria Luiza Borges
Publicado em 30/04/2016 às 6:30
Dilma Rousseff (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Dilma Rousseff (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Wilson Dias/Agência Brasil - Dilma Rousseff (PT) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Leitura:
[caption id="attachment_15480" align="alignnone" width="748"]"Eduardo Eduardo Cunha está craque em dar dor de cabeça para governo Dilma Rousseff - Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados[/caption]Durante os cerca de trinta dias que fiquei à frente da Pinga Fogo de forma interina, falei da política municipal, estadual e nacional. Os assuntos foram muitos e variados. Essa jornada vai chegando ao fim sem que eu e os (e)leitores tenhamos visto uma posição mais firme do Supremo Tribunal Federal (STF) em relação ao presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Apesar de ser réu na Corte, ele continua longe de sofrer qualquer sanção.Os adversários de Cunha - e são muitos - garantem que ele não fica no cargo. Mas os aliados - e o problema é que eles também não poucos - farão o possível para preservar o poder que o peemedebista tem hoje. Caso ele consiga manter a força e o espaço que tem e até aumentá-lo em um eventual governo Michel Temer (PMDB) teremos muito o que explicar para as gerações futuras.A política brasileira é marcada por palavras como golpe, contragolpe, revolução, democracia e anistia. Que a anistia política que o Congresso não quer dar a Dilma Rousseff (PT) não seja destinada a Eduardo Cunha. Os livros de história ficarão mais pobres e o País também.PROFESSOR PARTICULAREduardo Cunha conhece minuciosamente o regimento da Câmara Federal. Ele se preparou para isso desde que foi eleito e teve aulas particulares de processo legislativo. Cotado para presidir a Casa ultimamente, o deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB, foto) já pegou o telefone desse professor particular?

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias