Irmão de Eduardo dá largada na campanha sem família Campos. Herança política em disputa

Publicado em 02/08/2016 às 7:10
Convenção de Antônio Campos, irmão de Eduardo Campos. Foto: Divulgação
FOTO: Convenção de Antônio Campos, irmão de Eduardo Campos. Foto: Divulgação
Leitura:
Convenção de Antônio Campos, irmão de Eduardo Campos. Foto: Divulgação Convenção de Antônio Campos, irmão de Eduardo Campos. Foto: Divulgação Nos bastidores da política pernambucana muito se falou sobre a convenção do candidato do PSB em Olinda, Antônio Campos, no último domingo. Porque gerou uma contradição adicional no seio da sigla. Afinal, o irmão do ex-governador Eduardo Campos (PSB) é candidato pelo partido, usando o parentesco como cartão de visitas, mas além da ausência anunciada do governador Paulo Câmara, não contou com as presenças de Renata Campos, viúva de Eduardo, nem com a de João Campos, seu sobrinho.
Governador e vice-presidente nacional do PSB, Paulo não vai à convenção do irmão de Eduardo Campos Em Olinda, nome e marca de Antônio Campos já estão em adesivos para carros e aplicativos de celular
Após desgastes, como o PSB vai abordar a imagem de Eduardo Campos nas eleições 2016 no Recife
Há uma disputa pela herança política da família. João Campos tem sido preparado para ser o sucessor do pai. E até foi nomeado chefe-de-gabinete de Paulo, em fevereiro de 2016. O resultado já aparece: João, o filho de Eduardo, virou presença disputada neste período de convenções, em eventos por todo o Estado.
São dois filhos nomeados: João Campos no Estado e Maria Eduarda na prefeitura do Recife O lado gastador do governo Eduardo Campos Após desgastes, como o PSB vai abordar a imagem de Eduardo Campos nas eleições 2016 no Recife
Tonca, como é chamado Antônio Campos, por outro lado teve de lutar para ser candidato, desagradando o Palácio e aliados do PSB. A convenção foi cheia de alusões à família: vídeos de Eduardo e o famoso jingle de Miguel Arraes, falecido avô: “Arraes taí, Arraes taí de novo”. Foram muitos políticos, mas João e Renata, apesar de terem ido à convenção do prefeito Geraldo Julio (PSB) no Recife, na véspera, estavam ausentes. Faltou a família Campos.
Ordem dos Advogados de Pernambuco pede consulta ao CNJ para saber: juiz tem carga horária? Só a conta de energia da transposição vai custar R$ 300 milhões ao ano

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias