Geraldo Julio e João Paulo começam eleições 2016 evitando debates

Publicado em 19/08/2016 às 7:52
João Paulo (PT, esq.) e Geraldo Julio (PSB). Montagem sobre fotos de Tato Rocha e Guga Matos/ JC Imagem
FOTO: João Paulo (PT, esq.) e Geraldo Julio (PSB). Montagem sobre fotos de Tato Rocha e Guga Matos/ JC Imagem
Leitura:
João Paulo (PT, esq.) e Geraldo Julio (PSB). Montagem sobre fotos de Tato Rocha e Guga Matos/ JC Imagem João Paulo (PT, esq.) e Geraldo Julio (PSB). Montagem sobre fotos de Tato Rocha e Guga Matos/ JC Imagem   Nomes que apareceram no topo das pesquisas de cenários de 2016 no Recife, o prefeito Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT), ex-prefeito, terão pouquíssimos confrontos diretos nas eleições 2016. O prefeito, por motivos óbvios, evita o debate – quem está no cargo e busca a reeleição não costuma rivalizar com os demais. Mas João Paulo, por outro lado, se descolou também desses encontros. Ambos só vão a poucos debates na TV. Até lá, os dois estão fora dos confrontos.
TRE define nesta sexta (19) ordem em que os candidatos do Recife vão aparecer no guia eleitoral No Recife, candidatos investem em atos que não desperdicem dinheiro antes do guia eleitoral Justiça Eleitoral da Bahia alerta: "é proibido caputar polémons no local de votação"
Como a eleição ainda está no início, o que se cria então é o clima de guerra fria. Prepostos e aliados de um e outro fazem ataques e defesas, enquanto o embate que se desenha como o principal da disputa eleitoral não ocorre de fato. Geraldo Julio tem feito balanços de gestão, mostrando os seus feitos e o que pretende fazer, reeleito. João Paulo promove as suas cirandas temáticas, como batizou os encontros que vão servir para criar o plano de governo. Enquanto isso, de Daniel Coelho (PSDB) a Priscila Krause (DEM), passando por Edilson Silva (PSOL) e Carlos Augusto (PV), os demais fazem o que é possível para imprimir clima eleitoral, um que não vingou até aqui em uma eleição de 45 dias. Sem os principais nomes. CADA UM NO SEU QUADRADO Se Geraldo Julio tem privilegiado encontros setoriais, sem embate com os outros candidatos, João Paulo (PT, foto) tem estritamente visitado sindicatos de trabalhadores. Convidado, evitou debate no sindicato dos odontologistas e também palestra a empresários. A rotina das “cirandas” com trabalhadores, contudo, seguiu.
Até agora, é Daniel Coelho por ele mesmo nas eleições 2016. Sem tucanos de peso PT do Recife quer abordar impeachment nas eleições 2016. Mas vai aliviar o tom
NÃO, OBRIGADO João Paulo aparece em boa situação em pesquisas e pode ir ao segundo turno contra Geraldo. No debate de odontologistas, ontem os demais candidatos do Recife estranharam a ausência de JP e reclamaram de Geraldo. PALESTRAS Geraldo vai a debates que na verdade são palestras. Foi a empresários do setor de combustíveis, quarta, e vai ao LIDE Pernambuco, que nesta sexta (17) encerra a série de encontros com prefeituráveis (João Paulo foi convidado, mas declinou).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias