Prefeito do Recife e secretário nacional do PSB, Geraldo diz que partido também deve disputar Presidência em 2018

Publicado em 19/08/2016 às 12:58
Prefeito Geraldo Julio em seminário do LIDE Pernambuco. Foto: divulgação
FOTO: Prefeito Geraldo Julio em seminário do LIDE Pernambuco. Foto: divulgação
Leitura:
Prefeito Geraldo Julio em seminário do LIDE Pernambuco. Foto: divulgação Prefeito Geraldo Julio em seminário do LIDE Pernambuco. Foto: divulgação   Primeiro-secretário nacional do PSB, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, afirmou nesta sexta (19) que o seu partido também tende a apresentar nome próprio para a disputa presidencial de 2018. Vale lembrar, assim como outras legendas que já discutem o assunto publicamente, o PSB também ocupa um ministério do governo Michel Temer (PMDB): o de Minas e Energia, com Fernando Bezerra Filho, que é filho do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB).
Irmão de Eduardo Campos dá largada na campanha sem família Campos. Herança política em disputa Após desgastes, como o PSB vai abordar a imagem de Eduardo Campos nas eleições 2016
A declaração de Geraldo Julio ocorre em um momento em que diferentes políticos e partidos têm discutido publicamente as próximas eleições, um debate deflagrado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), que lançou o presidente interino, Michel Temer (PMDB), como nome para a próxima disputa à Presidência. Depois da declaração, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), citou o senador Ronaldo Caiado como pré-candidato do Democratas. Sem contar a movimentação nacional dos três caciques do PSDB - o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o embaixador José Serra e o presidente nacional tucano, o senador Aécio Neves, que na última quarta à noite se reuniu com Temer.
Impeachment: o lento fim de um vácuo na Presidência da República Fotógrafo vai fazer livro incluindo fotos dos dias finais do governo Dilma
O partido socialista já disputou o cargo nas eleições de 2014, com o ex-governador Eduardo Campos - que faleceu em agosto daquele ano, durante a campanha, em um acidente de avião. Ele foi sucedido por Marina Silva, hoje na Rede Sustentabilidade. Geraldo evitou cravar um nome para 2018. Disse que a discussão será feita pelo partido em 2017. Mas o prefeito, que é candidato à reeleição, afirmou que a próxima disputa presidencial tende a ser "muito aberta". Por isso as legendas estão buscando se posicionar, incluindo seu próprio partido.
No Recife, aliança PT e PRB une sindicalistas e a Igreja Universal PSB e PSDB de Pernambuco: rompidos, "pero no mucho"
"Em 2017, o PSB, quando for tomar essa decisão, deve apresentar um nome para 2018", afirmou Geraldo Julio. A declaração ocorreu em resposta a uma questão levantada pelo blog, durante seminário do LIDE Pernambuco.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias