Prometido para Mundial 2014, Corredor Leste-Oeste pode ficar pronto após Copa 2018, prevê governador

Publicado em 22/06/2017 às 14:57
Governador Paulo Câmara. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
FOTO: Governador Paulo Câmara. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:
Governador Paulo Câmara. Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem     Apresentadas a Pernambuco como parte das obras para o Mundial 2014, no Estado, o Corredor Leste-Oeste só ficará pronto depois da Copa 2018, prevê o governador Paulo Câmara (PSB). Nesta quinta (22), em entrevista à Rádio Jornal, o governador afirmou que vai concluir as obras do Corredor Norte-Sul, entre Igarassu e o Centro do Recife, até o início de 2018. Já o Leste-Oeste, que vai do centro a Camaragibe, deve sair até o final do ano que vem.  
A paz armada do PSB: racha na sigla e ameaça de expulsão são tratados como algo "natural"
Os Coelhos fora do PSB
PSB se junta a PT e pede Diretas Já. "Bandeira não pode ser de um só partido", diz socialista Arena: delator da Odebrecht pede para ser investigado no STF, junto de Paulo Câmara, Geraldo Júlio e FBC
  Um balanço das ações do governo nos primeiros dois anos informa que foram concluídas na gestão Paulo, com dados até 2016, 15 estações de BRT e dois terminais. Faltariam 15. Segundo o governador, porém, a informação atualizada até este mês é de que faltariam apenas duas estações no Corredor Norte e Sul e, no Leste Oeste, sete estações e os dois terminais. Paulo Câmara afirmou que as duas do Norte-Sul já estão em obras, além de outras duas no Leste-Oeste. A previsão é iniciar os dois terminais em julho, faltando contratar as obras remanescentes de cinco estações de ônibus. "Devemos licitar em dezembro para entregar tudo até o final de 2018. Espero realmente concluir ainda no nosso governo todas as obras de mobilidade e transporte público de passageiros", afirmou Paulo Câmara.   O prazo de entrega já passou por vários adiamentos. Em 2014 a obra começou a desacelerar. Já no início de 2015, como revelou na época esta coluna Pinga-Fogo, a construtora Mendes Júnior, responsável pela requalificação da BR-101 e pelo Corredor Leste-Oeste, anunciou ao governo que desistiria das obras. A empresa quebrou depois do envolvimento na Operação Lava Jato. Já no final de 2015, o governo previa entregar tudo no início deste ano, 2017. Mas o prazo novamente não se cumpriu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias