Trocar o perfume por repelente

Publicado em 24/11/2020 às 2:00
GILSON TEIXEIRA/SECAP
Partidos como DEM e PSDB estarão com o bolsonarismo ou, se estiver forte, terão projeto próprio em 2022. Eles não pegarão seu capital político e colocarão numa chapa do Ciro", aposta o governador Flávio Dino (PCdoB) - FOTO: GILSON TEIXEIRA/SECAP
Leitura:

O PSB tenta ter qualquer acesso a alguma fatia do voto conservador que ficou com os candidatos do 1º turno. O problema é que os apoios anunciados só afastam esse público específico. Ciro Gomes (PDT) e Flávio Dino (PCdoB) funcionam como repelente.

Comentários

Últimas da Coluna

Últimas notícias