Cena Política

Paulo Câmara deve deixar governo em abril de 2022 e ser candidato a deputado federal

Decisão está sendo amadurecida e só deve ser anunciada quando o prazo estiver menos distante. Outras possibilidades, existem, mas a Câmara Federal é a mais provável.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 15/04/2021 às 18:20
Análise
HÉLIA SCHEPPA/SEI
O governador Paulo Câmara (PSB), em reunião no Palácio. - FOTO: HÉLIA SCHEPPA/SEI
Leitura:

O governador Paulo Câmara (PSB) tem até abril de 2022 para deixar o cargo se quiser ser candidato a deputado federal ou a senador. E isso deve mesmo acontecer, segundo fontes no Palácio do Campos das Princesas.

A primeira possibilidade, deputado federal, é a mais provável, por causa da configuração da aliança do PSB em Pernambuco.

A decisão vem sendo amadurecida há algum tempo, mas ficou em segundo plano diante da pandemia. Hoje, a candidatura de Paulo ao Parlamento é tratada com o mesmo nível de certeza que se tem sobre a candidatura de Geraldo Julio (PSB) ao governo de Pernambuco, dificilmente será alterada.

"Paulo acredita que pode seguir contribuindo com Pernambuco, dessa vez em Brasília. Como Geraldo Julio deve ser o candidato ao governo, fica difícil impor aos partidos aliados que o PSB ocupe também a vaga de candidato ao Senado, por isso ele deve mesmo ser candidato a deputado federal", explica uma fonte do PSB à coluna.

Recentemente, o governador, que é vice-presidente nacional do PSB, participou de uma conversa virtual com Lula. Falou-se na possibilidade de Paulo ser candidato a vice-presidente numa aliança entre PT e PSB. Essa hipótese, entretanto, é a menos provável. Lula quer alguém de centro, um empresário de preferência, para compor a chapa.


Comentários

Últimas da Coluna

Últimas notícias