Cena Política

Armando Monteiro, sobre ter chamado Bolsonaro de bisonho em 2018: "Eu não me arrependo"

Avaliação da época era que se o candidato ao governo pela oposição tivesse aceitado apoiar Bolsonaro, aproveitando o antipetismo, teria ganho e hoje seria governador.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 30/04/2021 às 16:49
Entrevista
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
O ex-senador Armando Monteiro (PSDB) - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Em 2018, em plena campanha eleitoral e disputando o cargo de governador, Armando Monteiro (PSDB) chamou Bolsonaro de "bisonho". Há quem diga que se tivesse tomado uma decisão e declarado apoio ao então candidato do PSL, Armando poderia ter vencido a disputa e hoje seria governador.Apesar disso, o ex-senador diz que não se arrepende, e que a história provou que ele estava certo.

Veja o vídeo com o trecho da entrevista:

 

Assista a outros trechos da entrevista com Armando Monteiro nos links abaixo:

 

 

Comentários

Últimas notícias