Cena Política

Paulo Guedes não sabe o que fazer com a economia e resolveu reclamar do que a classe média come no almoço

Ministro é o típico "incompetente falador", o sujeito que não tem a mínima ideia do que está fazendo, não sabe como resolver os problemas, então sai procurando assunto em outras áreas.

Igor Maciel
Cadastrado por
Igor Maciel
Publicado em 20/06/2021 às 7:00
MATEUS BONOMI/ ESTADÃO CONTEÚDO
MINISTRO Paulo Guedes e a filha, Paula Drumond, teriam fundado offshore em setembro de 2014 - FOTO: MATEUS BONOMI/ ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

Paulo Guedes é incompetente. É difícil encontrar outro adjetivo para o antes badalado ministro da Economia.

A realidade é que ele leu alguns livros, sustentou-se em ideias criticadas pelo senso comum à esquerda para se destacar. Mas, quando finalmente teve oportunidade de colocar em prática o que defendia, percebeu que as coisas não encaixavam do mesmo jeito que estavam nos livros. Aí, perdeu o rumo.

Mas, pra completar, Guedes é o típico "incompetente falador", o sujeito que não tem a mínima ideia do que está fazendo, não sabe como resolver os problemas, então sai procurando assunto em outras áreas para disfarçar sua inutilidade.

Em determinada empresa, havia um profissional que fora contratado para cuidar do estoque. Ele dava pitaco no cardápio do refeitório, na qualidade das cadeiras, na configuração dos computadores e até na estrutura de iluminação dos banheiros. Só não resolvia os problemas do estoque, porque não sabia como fazer aquilo.

O ministro da Economia dizer que o problema da fome no Brasil é que o brasileiro da classe média põe comida demais no prato, obedece a essa estratégia.

Isso num país com inflação aumentando e quase 15% de desemprego.

Normalmente, em empresas sérias e comprometidas com o resultado, gente assim não consegue enganar por muito tempo.

O Brasil não é uma empresa, nem é um país sério. Por isso, Guedes segue ministro.

Comentários

Últimas notícias