Cena Política

Lula deve vir a Pernambuco nas próximas semanas para negociação, após "filiar" Freixo e Dino ao PSB

Maior responsável pelas filiações do deputado federal Marcelo Freixo e do governador Flávio Dino ao PSB foi o ex-presidente. Conversa com socialistas já está acontecendo e Lula vem a Pernambuco em algumas semanas.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 22/06/2021 às 13:34
Análise
Foto: reprodução do Facebook
Foto de encontro de Lula com o PSB de Pernambuco, em 2018 - FOTO: Foto: reprodução do Facebook
Leitura:

O discurso de Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB, mudou completamente em algumas semanas.

Antes, falava sobre a necessidade de fortalecer o partido e que eleição era assunto pra jornalista, que não pensava nisso por enquanto.

Depois que o governador do Maranhão, Flávio Dino, e o deputado federal Marcelo Freixo (RJ) se filiaram ao PSB, mudou tudo. Agora, Siqueira só fala em "Frente Ampla" contra Bolsonaro.

Quando fala nisso, refere-se diretamente a Lula (PT) que, aliás, foi o principal responsável pela filiação dos dois novos socialistas.

O ex-presidente da República tem vendido duas estratégias, uma para o PSB, que ele precisa tirar de perto de Ciro Gomes (PDT) e outra para o centrão, que ele quer afastar de Bolsonaro (sem partido).

No caso do centrão, a ordem é ficar em cima do muro. "Não precisa me apoiar nacionalmente, mas não apoiem ele, pra não perderem votos onde ele é rejeitado", tem dito Lula a líderes regionais dos partidos.

Ao PSB, tem dito que o partido pode se tornar muito grande se topar ser o "porto seguro da esquerda".

A sigla que governa Pernambuco há 15 anos se tornaria o destino de todo mundo que quer apoiar Lula e não quer assumir o peso de virar "petista".

O PSB estava vendendo caro, mas já foi convencido.

Antes de avançar nas conversas, o ex-presidente virá a Pernambuco. A visita já deveria ter acontecido, mas a pandemia atrasou. 

Até lá, Ciro Gomes vai tentar relembrar aos socialistas de Pernambuco o apoio que deu a João Campos (PSB) na campanha do Recife.

E descobrir que isso não resolve.

Comentários

Últimas notícias