Cena Política

Governador é lembrado para candidatura a presidente depois de capitalizar politicamente a captura de Lázaro em Goiás

Após o discurso bradando que "Goiás não é Disneylandia de bandido" recomeçou um movimento de bastidor, para lançar o governador candidato a presidente da República.

Igor Maciel
Igor Maciel
Publicado em 28/06/2021 às 18:55
Análise
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
O governador que tem um dos palanques mais disputados do Brasil - FOTO: Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil
Leitura:

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), saiu muito fortalecido após o caso Lázaro.

Apesar de ter reforço de outros estados e do governo Federal, quem capturou e matou o assassino foi a polícia comandada por Caiado.

No período da caçada ele ainda ganhou notoriedade por ter avançado a vacinação, imunizando jornalistas que trabalharam no caso.

Após o discurso bradando que "Goiás não é Disneylandia de bandido" recomeçou um movimento de bastidor, para lançar o governador candidato a presidente da República.

Isso já aconteceu em 2020, quando ele, médico e então aliado de Bolsonaro, brigou com o presidente.

Caiado é muito próximo do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta. Este sim, deve compor uma chapa presidencial.

O governador está montando uma chapa para a reeleição.

A vitória é tão certa que há concorrência grande para ser candidato a senador no palanque dele.

Hoje, ao menos 13 nomes disputam diretamente a vaga.

O mais forte é o do ex-senador, ex-ministro e ex-governador Iris Resende (MDB).

Comentários

Últimas notícias