Compesa estuda lançamento de projeto para fidelizar clientes

Publicado em 24/01/2017 às 8:01
Eduardo Sabino afirma que Compesa está conversando com empresas com sistema de troca de pontos. Foto: Compesa/Divulgação
FOTO: Eduardo Sabino afirma que Compesa está conversando com empresas com sistema de troca de pontos. Foto: Compesa/Divulgação
Leitura:
Eduardo Sabino afirma que Compesa está conversando com empresas com sistema de troca de pontos. Foto: Compesa/Divulgação Eduardo Sabino afirma que Compesa está conversando com empresas com sistema de resgate de pontos. Foto: Compesa/Divulgação Na tentativa de diminuir a inadimplência de 13% ao mês, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) vai lançar o programa de fidelização Fidecom em fevereiro deste ano. Os clientes vão receber contrapartidas da estatal, caso paguem a conta em dia. No momento, a empresa está avaliando o melhor retorno, que pode vir na forma de prêmios, como milhas aéreas, seguro predial ou créditos de celular, por exemplo. LEIA TAMBÉM » Número de cadastros em programas de fidelidade sobe 17,5% em um ano » Cuidado com restrições antes de comprar passagens aéreas promocionais » Consumidor tem direito a reembolso ao desistir de viagem de ônibus A iniciativa é baseada em estudos sobre o perfil dos clientes da companhia e a viabilidade da concessão de benefícios. A análise começou há seis meses. “O objetivo principal é agregar valor à conta. Estamos em contato com empresas que já possuem o sistema de troca de pontos por prêmios. Também queremos ampliar os nossos canais de relacionamento com os clientes. É preciso que eles saibam que vão ter esse benefício, caso paguem a conta em dia”, comenta o diretor de Mercado e Atendimento, Eduardo Sabino. A Compesa vai lançar edital para contratação da empresa parceira. O primeiro passo para mudar a oferta do serviço e agregar mais consumidores já foi dado com o projeto de solução em saneamento para condomínios chamado Água da Compesa. O objetivo é atingir cerca de 12 mil condomínios que utilizam fontes alternativas de água, como o poço, de forma integral ou mista. O programa oferece serviços exclusivos para esse segmento, como limpeza de caixa d’água, avaliação de qualidade de água do poço, estudo de vazamentos do prédio, entre outros. O projeto foi lançado em novembro do ano passado. Hoje, cem condomínios passaram a ser clientes, o que representa incremento de R$ 1 milhão na renda da companhia. Os serviços são realizados pelo grupo Enorsul, de São Paulo, contratado por meio de licitação. A remuneração é por performance. A empresa recebe 47% do valor pago pelo cliente e assume todo o investimento, assim como a inadimplência. O resto (53%) vai para a Compesa. Na primeira quinzena de fevereiro, será inaugurada uma central de atendimento na Rua dos Navegantes, em Boa Viagem. O tempo de contrato é de cinco anos.

FUTURO

A próxima fase prevista é de captar 300 mil clientes de casas residenciais nos próximos cinco anos. A licitação foi concluída na última sexta-feira. A Enorsul também venceu a concorrência. “Vamos trabalhar com o mesmo modelo de remuneração por performance. Vamos estudar o perfil dos clientes de cada região para oferecer serviços diferenciados”, explica Eduardo Sabino. “Em outro momento, vamos estender a outros segmentos, como restaurantes, indústrias, hospitais”, complementa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias