Comissão aprova projeto que permite a venda de cerveja em estádio

Publicado em 30/06/2017 às 20:46
De acordo com o relator da proposta, normatizar o uso de bebida alcoólica nos estádios é a melhor maneira de lidar com o assunto
FOTO: De acordo com o relator da proposta, normatizar o uso de bebida alcoólica nos estádios é a melhor maneira de lidar com o assunto
Leitura:
De acordo com o relator da proposta, normatizar o uso de bebida alcoólica nos estádios é a melhor maneira de lidar com o assunto. Foto: Pixabay A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço aprovou na quarta-feira (28) o Projeto de Lei 1375/15, do deputado Goulart (PSD-SP), para permitir a venda e o consumo de cerveja em estádios, e seus arredores, durante eventos esportivos. De acordo com a proposta, o fornecedor de bebidas deve ser habilitado, por meio de alvará específico e de laudos técnicos da Vigilância Sanitária, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar. Além disso, deve entregar ao consumidor os produtos em copos plásticos. Segundo o relator, deputado Cesar Souza (PSD-SC), normatizar o uso de bebida alcoólica nos estádios é a melhor maneira de lidar com o assunto. “Em razão da proibição, torcedores preferiram assistir ao jogo nos bares, onde podiam tomar cerveja durante a partida”, disse. O autor da proposta lembra que, em estádios do mundo todo, vende-se cerveja na arquibancada. Segundo Goulart, o álcool em estádios não gera a violência. Para o presidente da comissão, deputado Lucas Vergílio (SD-GO), a questão de violência está muito mais relacionada com a educação de quem frequenta o evento. "Eu particularmente sou favorável à proibição, porque não vejo esse nível de educação para o bom uso", disse. Já o deputado Jorge Côrte Real (PTB-PE) afirma que, se o objetivo é evitar que torcedores cheguem alcoolizados ao evento, a proibição deveria ser em todo o perímetro do estádio. "Lá [no estádio] você não bebe muito, porque não é ambiente para isso e a bebida é muito cara." Segundo ele, o problema de brigas não vem do álcool, mas de questões como torcidas organizadas violentas.

Tramitação

A comissão rejeitou o projeto apensado (PL 1980/15) que trata do mesmo assunto. Agora, as propostas serão analisadas de forma conclusiva pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.   »Bradesco é condenado a pagar indenização de R$ 180 mil a correntista »Folheados a ouro de marcas famosas têm substância cancerígena »Confira quais são os direitos na hora de comprar produtos de mostruário    

fonte: 'Agência Câmara Notícias'

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias