FISCALIZAÇÃO

Procon de Pernambuco quer saber se postos anteciparam o aumento de preços dos combustíveis

Aumento anunciado pela Petrobras de 18,7% para a gasolina e 24,9% no diesel vale a partir desta sexta-feira (11) nas refinarias. Mas desde ontem (10) já tinha posto cobrando mais caro

Edilson Vieira
Cadastrado por
Edilson Vieira
Publicado em 11/03/2022 às 15:10 | Atualizado em 14/03/2022 às 17:38
Divulgação/Procon-PE
Fiscais querem entender se os postos já haviam comprado mais caro das distribuidoras ou majoraram estoques antigos - FOTO: Divulgação/Procon-PE
Leitura:

Uma equipe do Procon estadual realizou fiscalização, na manhã desta sexta-feira (11), em postos de gasolina do Recife, para verificar os preços praticados na venda do combustível ao consumidor, diante do aumento no valor anunciado pela Petrobrás. O aumento anunciado na manhã desta quinta-feira (10) de 18,7% para a gasolina e 24,9% no diesel vale a partir desta sexta-feira (11) para os combustíveis vendidos nas refinarias e entregue para as distribuidoras, que faz a revenda para os postos. Mas desde o início da tarde de ontem (10) já havia postos cobrando mais caro pelos combustíveis, como mostrou a reportagem do JC.

Durante a ação, os fiscais entregaram aos donos dos estabelecimentos uma notificação para que apresentem as notas fiscais com os preços da compra do combustível nas distribuidoras, e com os da venda ao público consumidor. O órgão quer saber se os postos já vinham comprando o produto com aumento praticado pela distribuidora, antes do anúncio oficial.

PUNIÇÕES

A equipe visitou postos de combustível em diversos bairros do Recife, como, Pina, Boa viagem, Tamarineira, Casa Forte, entre outros. De acordo com o gerente de fiscalização do Procon-PE, Pedro Cavalcanti, “o objetivo da fiscalização, nesse primeiro momento, é notificar donos de postos de gasolina e distribuidoras para que apresentem a nota fiscal do combustível vendido ao consumidor, entre os dias 09 e 11 deste mês, bem como a nota fiscal de compra na distribuidora”, afirmou o gerente.

Se for constatada alguma irregularidade, o Procon divulgou que vai tomar as medidas cabíveis de autuação e aplicação de multa. O consumidor que quiser denunciar irregularidades pode ligar para o 0800.282.1512.

Comentários

Últimas notícias