UFPE foi a segunda universidade mais procurada no Sisu 2017

Publicado em 06/02/2017 às 17:29
 Foto: JC Imagem
FOTO: Foto: JC Imagem
Leitura:
Foto: Passarinho / Ascom UFPE Foto: Passarinho / Ascom UFPE A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) foi a segunda instituição de ensino mais procurada na primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) deste ano, no universo de 131 entidades de ensino superior que participaram. A UFPE teve 144.322 inscrições para 6.952 vagas. Como cada candidato poderia escolher até duas opções de cursos, esse número não representa o total de inscritos. A primeira colocada na preferência do Sisu foi, mais uma vez, a Federal de Minas Gerais (UFMG), com 171.825 inscrições para 6.279 vagas. Nos dois últimos anos a UFPE havia ficado na terceira posição. Agora, a Federal do Ceará (UFC) é que está nessa colocação, com com 140.849 inscrições para 6.288). Em seguida aparecem: 4º - Federal do Maranhão (UFMA), com 131.899 para 2.418 vagas 5º - Federal de Goiás (UFG), com 130.077 para 6.365 vagas 6º - Federal da Bahia (UFBA) com 118.998 para 4.442 vagas 7º - Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 117.315 para 4.917 vagas 8º - Federal da Paraíba (UFPB), com 117.256 para 7.790 vagas 9º - Federal Fluminense (UFF), com 112.841 para 5.032. Segundo o Ministério da Educação, o Nordeste foi a região mais procurada no Sisu. Dos 4,9 milhões de inscrições em todo o Brasil, aproximadamente 1,9 milhão foram feitos para cursos na região, que abriu 90.851 vagas (20,8 candidatos por vaga), a maior oferta no País, de um total de 237.840. “Essa demanda de inscrições no Nordeste demonstra o caráter dinâmico do processo em cada ano e em cada região do país”, afirma o titular da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC, Paulo Barone. Ele lembra que o processo de adesão ao Sisu é voluntário. “Cabe às instituições decidir sobre a oferta de cursos e o número de vagas que serão ofertadas.” Ainda conforme o MEC, o Sudeste ficou em segundo lugar na preferência dos estudantes (1,42 milhão de inscrições e 67.627 vagas), seguido pelo Sul (573,1 mil inscrições e 35.830 vagas), Norte (508,6 mil inscrições e 16.178 vagas) e Centro-Oeste (480,2 mil inscrições e 27.354 vagas). As inscrições incluem as opções por até dois cursos para cada candidato.

ESTADOS

Observando a preferência por unidade da federação, Pernambuco ficou como o quinto Estado com mais inscrições. Os três primeiros colocados são do Sudeste: Minas Gerais, com 611.863 inscrições para 30.363 vagas; Rio de Janeiro (382.891 para 16.506) e São Paulo (326.153 para 14,3 mil). Em quarto lugar ficou a Bahia (318.144 para 13.274) e na quinta posição, Pernambuco (311.635 para 13.975). Entre os cursos mais concorridos, o campeão foi administração com 269.182 inscrições registradas. A concorrência chegou a 29,7 candidatos para 9.045 vagas em todo o País. Pedagogia (240.511 inscrições para 9.106 vagas), direito (238.081 para 6.743), medicina (220.207 para 4.624) e educação física (177.004 para 4.962) aparecem em seguida. O MEC informa que a maior nota de corte do Sisu foi registrada no curso de direito da UFF. O último candidato classificado com base no número de vagas atingiu 837,83 pontos. Medicina apareceu seis vezes entre as maiores notas de corte: 831,35 na Universidade de São Paulo (USP), 829,6 na Universidade de Brasília (UnB), 826,2 na Universidade Federal do Paraná (UFPR), 822,31 na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), 818,53 na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e 817,16 na Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG).  (com informações da Assessoria de Comunicação Social do MEC)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias