Feras, atenção com a alimentação antes e durante o Enem!

Publicado em 03/11/2017 às 3:55
Martina pretende levar maçã, chocolate e muita água para consumir durante as provas do Enem. Foto: Guga Matos /  JC Imagem
FOTO: Martina pretende levar maçã, chocolate e muita água para consumir durante as provas do Enem. Foto: Guga Matos / JC Imagem
Leitura:
Martina pretende levar maçã, chocolate e muita água para consumir durante as provas do Enem. Foto: Guga Matos / JC Imagem Quem vai participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), nos próximos dois domingos, deve ficar atento ao que vai comer antes e durante a avaliação para não comprometer seu desempenho. Ansiedade e estresse provocam, em muitos estudantes, dores de barriga e diarreia, pois o aumento de adrenalina e cortisol no sangue aceleram a atividade do intestino. Uma das dicas é, nesta véspera do exame, não ingerir alimentos que não fazem parte da rotina do candidato. “Recomendo que o vestibulando evite, antes das provas, refeições pesadas, comida muito gordurosa e frituras, pois retardam o esvaziamento gástrico e podem deixar o estudante mais sonolento”, ressalta a nutricionista Fabrícia Padilha. “Para quem geralmente tem dor de barriga quando fica nervoso, sugiro não comer alimentos laxantes como derivados de leite, ameixa, mamão, uvas, pera. Assim evita surpresas na hora das provas”, complementa Fabrícia, que coordena o curso de nutrição na Faculdade Pernambucana de Saúde (FPS). Os estudantes que farão o Enem em Pernambuco terão que chegar aos locais de provas às 11h, momento em que os portões serão abertos. E entrar nas salas até o meio-dia, quando o acesso será fechado. Significa que o café da manhã deve ser reforçado ou o almoço antecipado. “O ideal é acordar cedo e tomar um café da manhã bem reforçado com frutas, sucos, carboidrato ou cereais integrais e proteína magra, como queijos brancos”, diz Fabrícia. Para aqueles que não terão tempo de almoçar, a nutricionista indica um lanche reforçado cerca de uma hora e meia antes do início do exame. Uma boa opção é um sanduíche natural com pão integral, salada e queijo branco ou um peito de frango grelhado e uma fruta. Tomar um copo de suco de fruta também é indicado. Se for possível almoçar, Fabrícia sugere opções de serem digeridas mais facilmente pelo organismo: arroz, feijão sem gordura, uma porção de salada, legumes e uma porção de proteínas grelhada, peixe ou frango. É permitido levar lanche e água durante as provas. Mas as embalagens devem ser lacradas e as garrafas, transparentes. Manter o corpo hidratado é importante para controlar a pressão arterial. A nutricionista diz que o ideal é levar uma fruta e um alimento que dê energia. “Uma boa opção é um chocolate 60% a 70% de cacau. Com mais cacau, menos açúcar e gordura na sua composição, é um alimento estimulante, que auxilia o raciocínio durante a prova. Outra sugestão é um mix de nuts e frutas secas como castanhas, amendoim e noz. Mas cuidado para não exagerar na quantidade, pois são alimentos laxantes. O ideal é uma porção em torno de 60 gramas”. “Pretendo levar um chocolate amargo e talvez pipoca. Maçã também pois é saudável e prático de carregar. E três garrafas d’água”, afirma Martina Figueiredo, 17 anos, fera de engenharia de produção e aluna do Colégio Santa Maria.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias