Enem: tudo o que você precisa saber sobre a redação

Publicado em 15/09/2019 às 6:00
Fera de medicina, Anna . Foto: Felipe Ribeiro /  JC Imagem
FOTO: Fera de medicina, Anna . Foto: Felipe Ribeiro / JC Imagem
Leitura:
Fera de medicina, Anna gosta de incluir uma citação ou movimento literário nas suas redações . Foto: Felipe Ribeiro / JC Imagem O que séries como Black Mirror, Viking ou Merlí, algumas das preferidas entre os jovens brasileiros, têm a ver com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)? Assim como um pensamento filosófico, trechos de uma música ou até mesmo uma reportagem, podem contribuir nos argumentos colocados na redação. Enriquecem o texto e atendem uma das competências exigidas na prova, a aplicação de outras áreas do conhecimento. A menos de dois meses para a avaliação – será dias 3 e 10 de novembro – é importante que o candidato aproveite para treinar, considerando o que os corretores vão observar na hora de dar a nota da dissertação. A redação é feita no primeiro dia do Enem, junto com os testes de linguagens e de ciências humanas. Para alguns cursos concorridos como direito, na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a redação é a prova mais valiosa, juntamente com linguagens (ambas têm peso 3). Para os feras de medicina, outra graduação bastante disputada, a dissertação não é a mais cobrada (peso 2), mas uma boa nota nela pode aumentar a média geral e fazer diferença na conquista por uma das vagas do curso. Essa edição do exame será a primeira do atual governo Jair Bolsonaro. Tem vestibulando preocupado, sem saber se poderá se posicionar contrário a pensamentos do presidente e não ser penalizado por isso. “A redação é uma prova subjetiva, mas as cinco competências que o Enem cobra são objetivas e não foram alteradas porque mudou o governo. O aluno deve dominar as competências e mostrar esse conhecimento no seu texto”, ressalta a professora Ana Cristina Verdasca, que leciona redação no Colégio Santa Maria, localizado em Boa Viagem, Zona Sul do Recife. Para quem não domina a técnica, vale ler o Manual de Redação, elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Até a última sexta-feira, a versão disponível no site do exame era a do ano passado. Segundo o órgão, uma nova cartilha está sendo finalizada para lançamento em breve. Mas o Inep assegura que as regras serão as mesmas de 2018. Além de detalhar os critérios de correção, o manual traz exemplos de redações nota mil.

DICAS

A proposta é redigir pelo menos sete textos, um a cada semana, antes do Enem. Ao escrever, Ana Cristina pede atenção ao tamanho das frases. “É importante observar a construção dos períodos, que não devem ser muito grandes nem tão curtos e simples. Um parágrafo deve ter, em média, três períodos. As ideias, dentro de cada parágrafo e entre eles, precisam estar ligadas por elementos coesivos para mostrar a progressão das ideias”, destaca a professora do Santa Maria. Ana Cristina diz que uma outra área do conhecimento deve aparecer no texto. “É um critério de avaliação. Tem que colocar um elemento da filosofia, da literatura, da física ou até mesmo do cotidiano, como notícias, séries ou músicas. Lembrando que a citação serve para sustentar a argumentação, para fortalecer as ideias. Não pode ficar solta”, explica a docente de redação. Na conclusão, ela lembra da necessidade de haver uma proposta de intervenção para o problema, deixando claro o que vai ser feito, por quem, como e para quê. "Uma boa nota na redação é fundamental no curso que quero ingressar, medicina. Procuro sempre citar um movimento artístico ou literário, um filme, um livro ou até uma série. O importante é chamar a atenção de quem vai avaliar, mostrar um diferencial na argumentação”, diz Anna Perazzo, 18 anos, aluna do Colégio Santa Maria. A professora sugere três temas para os feras treinarem: vacinação, migração e bullying. “São assuntos atuais e que podem render bons textos. A questão da migração dos venezuelanos, por exemplo, merece atenção dos estudantes. E que pode estar relacionada à volta do sarampo e a necessidade de vacinar as pessoas”, comenta Ana Cristina.

FIQUE LIGADO

Ao escrever a redação do Enem, o candidato tem que prestar atenção no que os avaliadores vão observar ao corrigir o texto. São cinco competências: * Competência 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa * Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa * Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista * Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação * Competência 5: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado que respeite os direitos humanos Como será atribuída a nota à redação? Cada texto passa por dois corretores. Cada avaliador dará uma nota entre zero e 200 pontos para cada uma das cinco competências. A soma desses pontos vai compor a nota total de cada avaliador, que pode chegar, portanto, a mil pontos. A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores O que dá nota zero na redação * Fuga total ao tema. * Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa. * Extensão de até sete linhas * Cópia integral de texto(s) motivador(es) da proposta de Redação e/ou de texto(s) motivador(es) apresentado(s) no caderno de questões * Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação (como números ou sinais gráficos fora do texto) * Parte deliberadamente desconectada do tema proposto * Assinatura, nome, apelido ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante * Texto predominantemente em língua estrangeira * Folha de redação em branco, mesmo que haja texto escrito na folha de rascunho Importante! - Procure escrever a redação com letra legível, para evitar dúvidas no momento da avaliação. Redação com letra ilegível poderá não ser avaliada - O título é um elemento opcional na produção da sua redação e será considerado como linha escrita, porém não será avaliado em nenhum aspecto - Para efeito de avaliação e de contagem do mínimo de linhas escritas, os trechos que representarem cópia dos textos motivadores ou de questões objetivas do caderno de questões serão desconsiderados em relação ao total de linhas escritas, valendo somente as que foram produzidas pelo participante

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias