MEC estuda realizar Enem seriado

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 05/02/2020 às 18:21
Foto: Filipe Jordão /  JC Imagem
FOTO: Foto: Filipe Jordão / JC Imagem
Leitura:
[caption id="attachment_7461" align="aligncenter" width="748"]"" Foto: Filipe Jordão / JC Imagem[/caption]O Ministério da Educação (MEC) estuda substituir o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no formato atual por provas aplicadas nos três anos do ensino médio regular. A informação é do jornal O Globo. Segundo a reportagem, as três notas (uma de cada ano) iriam compor a média para os candidatos disputarem vagas no ensino superior. A matéria diz ainda que a ideia é começar a aplicação para alunos do 1° ano já no próximo ano, em 2021, e ampliar de forma gradual.Atualmente, o resultado do Enem é usado no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), plataforma online que seleciona estudantes para graduações em mais de 120 universidades públicas do País. É também com o Enem que os jovens podem concorrer a bolsas do Programa Universidade para Todos (Prouni), ofertadas em faculdades privadas. Tem ainda o Fundo de Financimento Estudantil (Fies), crédito educativo que igualmente utiliza o Enem no processo seletivo.O texto de O Globo informa que o cronograma planejado pelo governo federal prevê provas para o 2º ano do ensino médio em 2022 e para os do 3º ano em 2023. Assim, completaria as três séries do ensino médio.A reportagem diz também que o Enem nos moldes atuais continuaria existindo justamente para atender quem já concluiu o ensino médio ou aqueles que por algum motivo perderem uma das três provas seriadas. Haveria, portanto, o "Enem geral" e o "Enem seriado".O Globo explica que a equipe técnica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão do MEC responsável pelo Enem, foi informada da proposta para avaliar a viabilidade da implementação do modelo seriado.As mudanças seriam realizadas em paralelo ao Enem Digital, que segundo o MEC começa neste ano de 2020 em um modelo piloto.MEC e Inep foram procurados pelo O Globo, mas não se pronunciaram sobre o assunto.

NÚMEROS

O Enem 2019 teve um total de 5.095.388 inscritos. Desse universo, mais da metade, 58,7%, informaram ao Inep, no momento da inscrição, que já tinham o ensino médio concluído. Em números absolutos foram 2.993.032 candidatos.Cursando o 3º ano do ensino médio estavam inscritos 1.465.895 jovens. Em outra série do ensino médio (1º ou 2º ano) foram 616.672 participantes. Considerando a faixa etária dos inscritos no Enem 2019, 2.210.474 pessoas disseram que tinham 18 anos ou menos de idade.Em média, alunos do 1º ano do ensino médio têm 15 anos de idade, caso tenham cumprido as séries da educação básica sem retenções. Fazem o 2º ano com 16 anos e terminam o ensino médio com 17 ou 18 anos. Vale destacar, entretanto, que não é uma regra.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias