Após contestação dos feras, UFPE divulga lista final dos cotistas aprovados no Sisu

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 19/02/2020 às 17:00
Leitura:
[caption id="attachment_8603" align="aligncenter" width="748"]"" Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem[/caption]Menos da metade dos candidatos pretos e pardos que ingressaram com recurso na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) por terem sido reprovados na comissão de validação das cotas conseguiu reverter a situação. A lista final dos aptos, após segunda avaliação das comissões, foi divulgada na tarde desta quarta-feira (19). Dos 317 estudantes que contestaram o resultado, 121 vão ocupar vagas ofertadas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Outros 196 permaneceram reprovados.De acordo com a UFPE, foram aprovados 107 candidatos do câmpus Recife, nove de Caruaru e cinco de Vitória de Santo Antão. O resultado dos candidatos considerados não aptos será encaminhado para o e-mail fornecido por eles.As 196 vagas que ficam ociosas serão preenchidas por outros cotistas. Caso não haja concorrente da mesma cota, a vaga é remanejada para outra cota até que seja ocupada.De acordo com a diretora de Gestão Acadêmica, Kátia Cunha, não há mais como recorrer. "Não cabe mais outro recurso no âmbito da UFPE, conforme prescreve a resolução 24/2019, no seu artigo 23", explica Kátia.Na quinta-feira (20), a UFPE vai divulgar o resultado dos recursos dos candidatos considerados não aptos pela Comissão de Verificação Pessoas com Deficiência (Comissão de Verificação ? PcD). No total, 44 estudantes desse grupo ingressaram com recurso.Sexta-feira (21) a universidade deve liberar o primeiro remanejamento do Sisu 2020. Mas Kátia Cunha informa que as vagas ociosas por causa dos candidatos reprovados pelas comissões só deverão ser preenchidas no segundo remanejamento, que ainda não tem data para ser divulgado.Lista - RecifeLista - CaruaruLista - Vitória

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias