COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Bolsas do Programa PE no Campus devem ter novos valores. Novo edital será aberto este mês

Programa ajuda universitários egressos de escolas estaduais de Pernambuco a bancarem despesas com moradia, transporte e alimentação nos dois primeiros anos da graduação

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 09/06/2021 às 15:50
Notícia
YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
PE no Campus oferece bolsa para quem foi aprovado em universidade pública e estudou na rede estadual de Pernambuco - FOTO: YACY RIBEIRO/ JC IMAGEM
Leitura:

As bolsas do Programa PE no Campus, do governo estadual, que oferece recursos para ajudar universitários egressos da rede estadual de ensino a bancarem despesas durante a graduação, devem ter novos valores. Está na mesa do governador Paulo Câmara projeto de lei para reajustar o benefício.

A proposta, que ainda depende de aprovação da Assembleia Legislativa, é pagar R$ 1.100 no primeiro ano e R$ 440 no segundo ano. Atualmente, esses valores são R$ 950 e de R$ 400, respectivamente. Cada estudante ganha a bolsa por dois anos. A previsão é que o texto do PL siga nesta quarta-feira (09) para apreciação dos deputados estaduais.

Outra boa notícia é que este mês deve ser lançado um novo edital para preencher 386 vagas remanescentes ainda do processo seletivo do ano passado. Foram abertas mil vagas, mas ocuparam 614. A nova seleção será justamente para que outros 386 universitários passem a integrar o programa.

Vale destacar que apenas quem estudou na rede estadual de Pernambuco pode concorrer. Outro critério é estudar numa universidade com distância de no mínimo 50 quilômetros da sua residência.

O objetivo é que com a bolsa o universitário custeie despesas como moradia, alimentação e transporte justamente no período inicial da graduação. A cada edital são lançadas mil vagas, sendo 900 preenchidas pelos jovens aprovados pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e 100 pelo Sistema Seriado de Avaliação (SSA), da Universidade de Pernambuco (UPE).

Devido à pandemia de covid-19, houve a suspensão das aulas presenciais, em 2020, nas faculdades e universidades. Por isso o governo também suspendeu o pagamento da bolsa em maio do ano passado. As bolsas voltaram a ser pagas mês passado.

O PE no Campus existe desde 2017 e já apoiou mais de 2 mil estudantes.

Comentários

Últimas notícias