COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

UFPE reduz bônus na nota do Enem para candidatos que concorrerem, via Sisu, a medicina no Recife

Benefício começou a ser concedido no Sisu deste ano. Em vez de 10%, vestibulandos receberão acréscimo de 7% na média final do Enem

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 27/09/2021 às 17:50
Notícia
BRENDA ALCÂNTARA/ACERVO JC IMAGEM
UFPE aprovou pesos e notas mínimas para o Sisu 2022 - FOTO: BRENDA ALCÂNTARA/ACERVO JC IMAGEM
Leitura:

Atualizada às 19h20

A menos de dois meses para realização das provas do Enem 2021 - marcadas para 21 e 28 de novembro - uma informação importante para os estudantes de Pernambuco que pretendem concorrer ao curso de medicina na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Haverá redução no percentual do bônus concedido a esses vestibulandos que se inscreverem, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para o câmpus de Recife. Em vez de 10%, como aconteceu na primeira edição do Sisu deste ano, em 2022 os feras terão 7% de acréscimo na nota do Enem.

A mudança foi aprovada na última sexta-feira (24) pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). No Recife, o bônus é concedido ao candidato de medicina que cursou e concluiu todo o ensino médio em escolas regulares e presenciais (pública ou privada) de Pernambuco. 

 "Todos os anos a UFPE faz uma revisão da política afirmativa. Identificamos que era necessário fazer ajuste no bônus de medicina no Recife. Regulamos o percentual para 7% em vez de 10% para dar mais equilíbrio, já que o objetivo é promover a inclusão. Avaliamos que é importante garantir a permanência de nossos alunos de Pernambuco, mas não podemos excluir candidatos de outros Estados", explica a pró-reitora de graduação da UFPE, Magna do Carmo.

Antes do bônus, 46% do total de vagas de medicina na capital eram preenchidas por vestibulanos pernambucanos. Este ano, quando o bônus foi implementado pela primeira vez, 100% das vagas foram ocupadas por jovens do Estado.

CARUARU E VITÓRIA

Para os candidatos aos cursos de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, e Caruaru, no Agreste, não houve modificação no bônus: permanece o acréscimo de 10% na média geral do Enem em todas as graduações, inclusive medicina (ofertada só em Caruaru).

Têm direito ao bônus de Vitória e Caruaru os estudantes que tiverem cursado e concluído todo o ensino médio em escolas regulares e presenciais das mesorregiões da Zona da Mata e do Agreste pernambucanos.

NOVO BÔNUS

A UFPE decidiu também implementar um novo bônus. O candidato que cursou dois terços do ensino médio em escolas da Zona da Mata ou do Agreste e que vai concorrer às graduações de Vitória ou Caruaru receberá 3% de acréscimo na nota do Enem no Sisu 2022.

O mesmo percentual será concedido para concorrentes do curso de medicina, no Recife, que tiverem cursado e concluído no mínimo 2/3 do ensino médio (dois anos completos dos três anos previstos) nas escolas regulares e presenciais no Estado de Pernambuco.

MAIS VAGAS

Também foram aprovados pelo Cepe, na última sexta-feira, os pesos e as notas mínimas a serem aplicados em todos os cursos. Houve modificação apenas no curso de ciências contábeis. Todas as outras graduações mantiveram pesos e ponto de corte igual ao do Sisu deste ano.

A UFPE também definiu o total de vagas que vai ofertar em 2022: 7.012 vagas em 105 graduações. Serão 40 vagas a mais na comparação com o Sisu 2021, correspondentes ao novo curso de bacharelado interdisciplinar em ciência e tecnologia (BICT), a ser oferecido no câmpus Caruaru.

O câmpus Recife terá 5.522 vagas. Em Caruaru serão 1.060 vagas e em Vitória, 430 vagas. Metade do quantitativo total de vagas será reservada às cotas, ou seja, para quem cursou todo o ensino médio em escolas públicas.

CONTÁBEIS

Apenas o curso de ciências contábeis decidiu alterar pesos e notas mínimas para o Sisu 2022. Veja as mudanças:

- A prova de redação passa a ter peso 3. Antes era peso 2. A nota mínima sobe de 500 para 650

- Matemática terá peso 3, igual o do último Sisu. O que mudou foi o ponto de corte: passa para 600 (antes era 500)

- Linguagens terá peso 1,5. Antes era 2. A nota mínima sobe de 500 para 550

- Em ciências humanas o peso será 1,5, menor que o 2 aplicado este ano. O ponto de corte é 600 (era 500 antes)

- A prova de ciências da natureza continua com peso 1. Mas o ponto de corte aumentou para 500 (era 400).


 

Comentários

Últimas notícias