COLUNA ENEM E EDUCAÇÃO

Alunos da primeira escola cívico-militar de Pernambuco começam a ter aulas presenciais

A Escola Cívico-Militar Natividade Saldanha pertence à rede municipal de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife e fica em Cajueiro Seco. Devido à pandemia, somente agora os alunos passam a seguir as regras militares

Margarida Azevedo
Margarida Azevedo
Publicado em 04/10/2021 às 17:05
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
A Escola Municipal Natividade Saldanha, em Jaboatão dos Guararapes, foi a primeira escola cívico militar de Pernambuco. Cidade terá uma segunda unidade - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Formação de filas antes de entrar em sala; cumprimento dos alunos, em pé, quando o professor chegar para ministrar a aula; uso de fardamento específico e canto do hino nacional. Essas são algumas das regras que os estudantes da Escola Cívico-Militar Natividade Saldanha, pertencente à rede municipal de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, passam a seguir a partir desta segunda-feira (04). O colégio fica no bairro de Cajueiro Seco e tem 682 alunos matriculados do 3º ao 9º ano do ensino fundamental.

O modelo militar integra um programa do governo federal e foi implementado na unidade de ensino no ano passado. Mas devido à pandemia de covid-19, as aulas presenciais foram suspensas em março de 2020. Por isso, somente nesta segunda, quando houve a retomada das atividades presenciais nos colégios municipais da cidade (ficaram fechados um ano e cinco meses) os alunos da Natividade Saldanha vão começar a vivenciar a rotina diferenciada das demais unidades de ensino da rede.

Uma cerimônia de entrega das boinas aos estudantes marcou a retomada das aulas. "É um ato que habilita, a partir de agora, os alunos a usarem o fardamento militar", explica a secretária de Educação de Jaboatão, Ivaneide Dantas. Segundo a secretária, a gestão da escola é feita por profissionais do quadro. "Mas há o apoio de 12 militares da reserva das Três Forças Armadas", informa a secretária. O regimento é feito, informa ela, em conjunto com os Ministérios da Educação e da Defesa.

As aulas seguem os mesmos horários da rede municipal: das 7h30 às 12h30 no turno da manhã e das 13h30 às 17h30 no turno da tarde. O currículo também é o mesmo da rede. "Além da base curricular da nossa rede, estes estudantes participarão do Projeto Valores, cujo alicerce é baseado no civismo, respeito, meio ambiente, foco e disciplina, relacionamento pessoal, confiança, cooperação, honestidade, iniciativa social e responsabilidade", afirma o prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, durante a cerimônia das boinas. Os alunos também terão cursos de xadrez, leitura, produção teatral e de instrumentos musicais de banda marcial.

FAMÍLIAS

Mãe do adolescente Deivid Araújo, 15 anos, aluno do 9º ano, a cuidadora de idosos Andréa Silva Gomes, 35, está animada com o modelo cívico-militar. "A disciplina é um dos diferenciais. Acho que os alunos serão mais responsáveis e mais bem preparados. Meu filho estava muito ansioso para começar as aulas presenciais", conta Andréa. "No modelo remoto ele quase não estava acompanhando as aulas."

A empresária Isabela Santos, 33, tem dois filhos na Natividade Saldanha: Allen Victoria, 14, do 9º ano; e Vicente Mateus, 12 anos, do 7º ano. "Eles estão radiantes de alegria. Não viam a hora de usar a farda. Estavam vendo as aulas pela TV, mas não é a mesma coisa que ir presencialmente", comenta Isabela. Ela também ressaltou a disciplina mais rígida como um dos aspectos positivos do modelo da escola.

TODA A REDE

As aulas presenciais em Jaboatão voltaram nesta segunda-feira para todos os alunos do 9º ano e do Módulo V da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Devido ao protocolo sanitário seguido para conter a contaminação de covid-19, cada sala de aula é ocupada por 30% dos alunos. Por isso há rodízio de estudantes. As aulas remotas continuam sendo realizadas por meio da TV Escola Jaboatão.

No próximo dia dia 18 voltarão as turmas do 5º ano e do EJA Módulo III. A partir de 3 de novembro, todos os 65 mil alunos matriculados poderão comparecer às 146 escolas municipais.

Entre as medidas de segurança, houve modificações estruturais nas escolas para permitir mais ventilação nas salas de aula. A prefeitura informa que foram instalados equipamentos com álcool a 70%, tapetes sanitizantes e pias.

Na entrada das unidades, as pessoas têm a temperatura aferida. Além disso, os profissionais estão fazendo testagem para avaliar casos de covid-19 e os alunos também receberam máscaras de proteção.

 

Comentários

Últimas notícias