COLUNA GRANDE RECIFE

Conselho de Arquitetura quer debate sobre quiosques da Avenida Boa Viagem

Entidade divulgou carta aberta em que pede inclusão da sociedade na discussão urbanística

Felipe Vieira
Cadastrado por
Felipe Vieira
Publicado em 05/08/2020 às 14:24
DIVULGAÇÃO/PCR
Com a assinatura do termo, a ABCR e quiosqueiros podem captar investimentos por meio de parcerias privadas - FOTO: DIVULGAÇÃO/PCR
Leitura:

 

Por Felipe Vieira, da coluna Grande Recife

A discussão em torno da reforma dos quiosques da Avenida Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, ainda deve render alguns capítulos.

O projeto foi anunciado pela prefeitura, que alegou que as imagens  mostradas são apenas ilustrativas. "A única aprovação feita até agora foi da viabilidade econômica, em que a Prefeitura não terá custos. O projeto arquitetônico dos 60 quiosques ainda será apresentado e a Prefeitura exigirá o cumprimento das características arquitetônicas, históricas e culturais da orla de Boa Viagem", disse, em nota, a gestão.

Por sua vez, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco (CAU/PE) afirma que o projeto ainda precisará ser objeto de um amplo debate com a sociedade.

A entidade divulgou uma nota em que pede "debate com a sociedade e suas entidades representativas e especializadas em temas relacionados à cidade".

Eis a íntegra:

"Pautado pelo princípio de contribuir efetivamente para o desenvolvimento das cidades pernambucanas, e diante das recentes notícias sobre a proposta de revitalização dos quiosques da Praia de Boa Viagem, o CAU/PE iniciou em 04.08.2020, tratativas junto à Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano, para melhor entendimento do que está sendo formatado para uma das mais importantes paisagens urbanas de Pernambuco, a orla de Boa Viagem. Uma paisagem, inclusive, que define um traço particular da identidade urbana do Recife.

Em respeito aos princípios da transparência e, sobretudo, da democracia na Gestão Pública, o CAU/PE entende que a questão exige total atenção e um amplo debate com a sociedade e suas entidades representativas e especializadas em temas relacionados à cidade, permitindo, assim, uma ampla e necessária reflexão sobre todos os aspectos pertinentes à matéria.

Mesmo, conforme nos assegurou a Prefeitura do Recife, se tratando um projeto ainda em formatação, sem custos para o município, pois sua execução será realizada por meio de uma Parceria Pública Privada (PPP) entre o município e a Associação dos Barraqueiros de Boa Viagem, reafirmamos que é preciso ampliar o debate na busca de soluções para as questões da cidade com a maior legitimidade possível.

E isso somente é possível com o amplo diálogo com a sociedade, em prol do espaço em que vivemos e desejamos, da melhoria das nossas cidades, sempre oportunizando respostas que valorizem a arquitetura e urbanismo.

Diante disso, o CAU/PE se coloca à disposição de todos para colaborar nesse e em todos os outros processos que tenham relevância para a sociedade".

Comentários

Últimas notícias