ELEIÇÕES 2022

Lula poderia vencer no primeiro turno em 2022, mostra pesquisa. Reprovação a Bolsonaro cresce

Os números mostram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia vencer a eleição no primeiro turno dentro da margem de erro.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 01/09/2021 às 9:39
Ricardo Stuckert/Divulgação e Marcos Corrêa/PR
O ex-presidente Lula lidera a corrida eleitoral, com Bolsonaro em segundo - FOTO: Ricardo Stuckert/Divulgação e Marcos Corrêa/PR
Leitura:

A corretora Genial divulgou, nesta quarta-feira (1º), uma pesquisa de intenções de voto sobre a disputa pela presidência da República para as eleições de 2022. O levantamento foi encomendado ao instituto Quaest.

O levantamento ouviu 2 mil pessoas por meio de questionário presencial entre os dias 26 e 29 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os números mostram que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderia vencer a eleição no primeiro turno dentro da margem de erro.

No voto espontâneo, quando não se apresentam os nomes de candidatos, Lula permanece com 23% das intenções de voto. Jair Bolsonaro oscilou três pontos para baixo em relação ao mês passado e tem agora 15%. Ciro Gomes (PDT) segue com 1%, e 2% citaram outros nomes ou disseram que não votam em ninguém. Os indecisos são 58%.

Veja em seguida os cenários estimulados, quando os nomes são apresentados ao eleitor.

CENÁRIO 1

Lula (PT) - 46%
Bolsonaro (Sem partido) - 26%
Ciro Gomes (PDT) - 8%
João Doria (PSDB) - 6%
Rodrigo Pacheco (DEM) - 1%
Ninguém - 7%
Indecisos - 5%

CENÁRIO 2

Lula - 47%
Bolsonaro - 26%
Ciro - 9%
Doria - 6%
Ninguém - 8%
Indecisos - 5%

CENÁRIO 3

Lula - 46%
Bolsonaro - 26%
Ciro - 8%
Doria - 5%
Simone Tebet (MDB) - 2%
Ninguém - 8%
Indecisos - 5%

CENÁRIO 4

Lula - 44%
Bolsonaro - 25%
Ciro - 6%
Doria - 3%
Datena (PSL) - 7%
Mandetta (DEM) - 2%
Simone Tebet - 1%
Ninguém - 6%
Indecisos - 5%

CENÁRIO 5

Lula 44%
Bolsonaro 24%
Ciro - 7%
Datena - 7%
Mandetta - 2%
Eduardo Leite - 2%
Simonet Tebet - 1%
Ninguém - 7%
Indecisos - 5%

Segundo turno

Em um eventual segundo turno, Lula vence Bolsonaro com 55% dos votos. O atual presidente teria 30%. Em agosto, o petista tinha 54% e o atual presidente, 33%.

Já Bolsonaro só venceria em um eventual segundo turno se a disputa fosse com Rodrigo Pacheco. E, mesmo assim com uma margem apertada, de 36% contra 33%.

Em segundo turno entre Ciro Gomes e Bolsonaro, o pedetista tem 45% das intenções de voto contra 33% do atual presidente.

Lula venceria Ciro Gomes por 52% a 25% no segundo turno. O petista também venceria João Doria por 56% a 18%. O ex-presidente também ganharia de Rodrigo Pacheco, por 58 a 14.

Rejeição a Bolsonaro

Após ficar tecnicamente estável na pesquisa Genial/Quaest de agosto em relação à de julho, passando de 45% para 44%, a avaliação negativa de Bolsonaro cresceu na edição de setembro, chegando a 48% dos entrevistados.

Enquanto isso, a avaliação positiva, de 26%, em julho e em agosto, encolheu para 24% na mesma base de comparação.

A avaliação regular ficou entre 27%, nos meses de julho e agosto, e em 26%, em setembro.

A avaliação negativa de Bolsonaro apresentou crescimento em três regiões entre agosto e setembro: Nordeste, Sudeste e Sul. Conforme os dados do levantamento, o Nordeste foi a região do país onde a rejeição a Bolsonaro tem o maior percentual, de 59%, acima dos 53% registrados em agosto.

No Sudeste, passou de 42% para 47%, na mesma base de comparação. E, no Sul, subiu de 36% para 39%. No Norte e no Centro-Oeste, houve uma leve queda na avaliação negativa do presidente, para 40%, mas dentro da margem de erro de três pontos percentuais. Já avaliação positiva de Bolsonaro cresceu no Sul, passando de 29% para 32% entre agosto e setembro, mas ficou estável no Centro Oeste

Comentários

Últimas notícias