SERTÃO PERNAMBUCANO

No Sertão de Pernambuco, governo dobra vazão de água para o Eixo Norte da Transposição do São Francisco

Desde meados de agosto, o bombeamento é feito com duas linhas. Segundo o governo federal, a medida duplicou a vazão dos recursos hídricos.

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 11/09/2021 às 11:53
Foto: Divulgação
A Transposição do Rio São Francisco - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

O Ministério do Desenvolvimento Regional anunciou, nesta sexta-feira (10), que elevou a capacidade de transporte das águas ao longo do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

Desde meados de agosto, o bombeamento é feito com duas linhas. Segundo o governo federal, a medida duplicou a vazão dos recursos hídricos.

Nesta sexta-feira (10), o secretário nacional de Segurança Hídrica, Sérgio Costa, visitou a Estação de Bombeamento EBI-1, em Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, para acompanhar o andamento da operação. O novo regime foi viabilizado durante paralisação programada realizada entre maio e agosto deste ano.

"Esta mudança na operação permite que mais água possa chegar às localidades que sofrem com a seca e que são atendidas pelo Projeto de Integração do Rio São Francisco. Temos a missão de garantir a segurança hídrica dessas populações e estamos fazendo isso, possibilitando uma expressiva mudança na qualidade de vida dessas pessoas, que passam a ter acesso à água", afirmou Costa.

As estações de bombeamento do Eixo Norte possuem capacidade para receber até oito conjuntos de motobombas cada. Atualmente, cada estação conta com dois conjuntos instalados.

O secretário ainda visitou o Núcleo de Controle e Operação do Projeto de Integração do São Francisco, em Salgueiro. Lá, ele verificou as condições do sistema e realizou reuniões técnicas com a equipe de campo.

O Projeto de Integração do Rio São Francisco tem como objetivo levar água de qualidade para 12 milhões de brasileiros de 390 municípios dos estados do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

O empreendimento hídrico é composto por dois eixos de transferência de água: Norte, com 260 quilômetros de extensão; e Leste, com 217 quilômetros. As estruturas captam a água do Rio São Francisco, no interior de Pernambuco, para abastecer adutoras e ramais que vão perenizar rios e açudes existentes na região.

Eixo Norte

O Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 260 quilômetros de extensão, 3 estações de bombeamento, 15 reservatórios, 8 aquedutos e 3 túneis. Todas as estruturas responsáveis pela passagem de água até o Reservatório Caiçara, na Paraíba, estão concluídas, restando apenas oito quilômetros de canais até o reservatório Engenheiro Avidos, também na Paraíba, e serviços complementares que não comprometem a pré-operação.

Após a conclusão, estimada para 2022, a expectativa é que o Eixo Norte garanta segurança hídrica a 6,5 milhões de pessoas em 220 cidades da Paraíba, Pernambuco, Ceará e Rio Grande do Norte.

Comentários

Últimas notícias