Nas praças e ruas

Em parceria privada, Recife terá 100 relógios públicos que farão reconhecimento facial e video monitoramento

Prefeitura da Cidade do Recife prepara mais projetos em parcerias com empresas

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 11/10/2021 às 11:42
Prefeitura de Porto Alegre
DIGITAL Prefeitura se inspira no modelo utilizado em Porto Alegre - FOTO: Prefeitura de Porto Alegre
Leitura:

O secretário-executivo de parcerias estratégicas da Prefeitura da Cidade do Recife, Thiago Ribeiro, disse ao blog de Jamildo, em entrevista exclusiva nesta segunda-feira, que a primeira PPP da gestão municipal será para a instalação de 100 relógios digitais, com a exploração de propaganda em praças públicas e logradouros por parte da iniciativa privada. Outras iniciativas buscam a concessão do Geraldão e de seis parques.

Além das horas e de mensagens de interesse público, os relógios podem funcionar como câmaras de videomonitoramento e reconhecimento facial, auxiliando iniciativas na área de segurança.

"A primeira PPP faz parte de um projeto maior de uma smart city, onde vários serviços públicos estão interligados", conta. "A consulta pública, a primeira desta primeira onda, começa agora em outubro"

O chamamento público será realizado nacionalmente, de modo a atrair empresas nacionais, especialmente em São Paulo.

O técnico informa que não existe um valor exato ainda para os investimentos, mas apenas na instalação dos relógios os grupos interessados precisam gastar R$ 70 milhões no contrato, no prazo de 20 anos. Eles terão dois anos para implantar todos os relógios-câmara.

Ribeiro conta que a licitação para a escolha da empresa vai exigir ao menos R$ 5 milhões de capitalização das empresas participantes. "No Rio Grande do Sul, por exemplo, a exigência foi de R$ 7 milhões de capital mínimo e o vencedor ofertou R$ 81 milhões pela exploração dos espaços", explicou.

A concessionária que vender a disputa terá como uma das obrigações cuidar da poraça pública ou do canteiro onde o relógio for instalado, livrando a PCR de gastos com manutenção.

Reprodução
Relógio de rua - FOTO:Reprodução

Comentários

Últimas notícias