alianças nacionais

Contra o PSB, PT pretende insistir em candidaturas em três estados-chave

Candidato do PSB no Estado deve ser conhecido este mês. João Campos disse que PSB terá candidato

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 13/01/2022 às 17:51
REPRODUÇÃO/RICARDO STUCKERT
Paulo Câmara, Lula e Humberto Costa se encontraram em Brasília - FOTO: REPRODUÇÃO/RICARDO STUCKERT
Leitura:

No antagonista

As executivas estaduais do PT em São Paulo, em Pernambuco e no Rio Grande do Sul já deram sinais ao PSB de que não pretendem abrir mão de suas candidaturas locais em nome de uma aliança nacional com o partido socialista, fundado por Miguel Arraes.

Os casos de São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Sul são considerados mais delicados pelo PT, pelo fato de que, nesses três estados, o partido de Lula julga ter nomes competitivos para vencer as eleições de outubro.

Em Pernambuco, berço do PSB e da família Arraes, o partido de Lula tem duas opções: o senador Humberto Costa ou a deputada federal Marília Arraes, neta de Miguel. O PSB, por sua vez, ainda não definiu seu candidato ao governo do estado.

Já no Rio Grande do Sul, o PT acredita que poderá voltar ao Palácio Piratini com o deputado estadual Edegar Pretto. Entretanto, o PSB alega que pesquisas internas dão conta de que as chances maiores de vitória são com o ex-deputado Beto Albuquerque, candidato a vice de Marina Silva em 2014.

Comentários

Últimas notícias