Investigação no Congresso

Sergio Moro diz que CPI seria tiro no pé do PT

O candidato do Podemos tem sido bem mais atuante nas redes sociais nas críticas ao PT e a Bolsonaro

JAMILDO MELO
JAMILDO MELO
Publicado em 25/01/2022 às 16:14
ROBERT LEAL/TJMG
Sergio Moro, pré-candidato do Podemos ao Planalto - FOTO: ROBERT LEAL/TJMG
Leitura:

A deputada Gleisi Hoffmann, presidente do PT, disse ao UOL que não vê necessidade de uma CPI para “investigar” Sergio Moro.

Segundo ela, o partido não pedirá, na Câmara, a instalação de uma CPI que envolveria a atuação do ex-juiz da Lava Jato na consultoria Alvarez & Marsal.

“Não vejo necessidade de CPI para a gente chegar a essas informações.”

“Estamos fazendo estudos jurídicos. Como esses processos envolvem falências de empresas, precisamos saber se juridicamente a gente poderia instaurar CPI sobre isso.”

Gleisi também disse ao UOL que “esperamos que o TCU compartilhe conosco os documentos sobre o caso”.

Moro reagiu, nas redes sociais.

"O PT recuou da ideia de criar uma CPI contra mim. Percebeu que além de não haver justificativa legal, seria um tiro no pé, pois a CPI seria uma oportunidade de relembrar aqueles que realmente receberam suborno das empresas investigadas na Lava Jato", escreveu.

Comentários

Últimas notícias