ELEIÇÕES 2022

Entidade recorre ao TSE após ausência de negros em reunião do PT com PSB

Após polêmica foto de representantes do PT e do PSB, entidade questiona falta de representatividade na política

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 11/04/2022 às 9:57
Reprodução
Lula (PT), ao centro, ladeado por representantes do PT e do PSB - FOTO: Reprodução
Leitura:

Dezenove pessoas numa imagem. Se fosse um retrato da sociedade brasileira, mais da metade seria preta ou parda. Registrando o encontro de lideranças do PT e do PSB, todos são brancos e, em sua maioria, homens. A baixa representatividade negra levou a Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carentes (Educafro) recorreu ao TSE, exigindo ação para mudar o quadro.

"Nós, afro-brasileiros, somo 56,2% e somos 51,8% de mulheres na população brasileira. No entanto, ao olhar para a composição do comando dos partidos, percebemos que não estamos representados com dignidade", diz a Educafro, em carta aberta.

A entidade entrou com uma solicitação, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para a realização de reunião emergencial, com a presença de todos os partidos, para debater a falta de representatividade política. Ela cita a fatídica foto de Lula com os representantes do PT e PSB.

"Causa-nos estranheza que na fala de constatação do erro, feita por Lula e demais autoridades partidárias, só se referiram aos seus erros contra as mulheres e, mais uma vez, discriminaram a população afro-brasileira. Isso chama-se racismo estrutural (...) Se os partidos não mudarem suas equivocadas práticas internas, não estarão capacitados para aproveitar a oportunidade de ouro de melhorar o Brasil", diz a entidade em outro trecho do documento.

Comentários

Últimas notícias