ELEIÇÕES 2022

Em meio às indefinições da Frente Popular, Luciana Santos lança pré-candidatura ao Senado

Conforme o antecipado com exclusividade, Luciana Santos (PCdoB), em meio às indefinições da Frente Popular, vai lançar sua pré-candidatura ao Senado

Augusto Tenório
Augusto Tenório
Publicado em 13/04/2022 às 9:44 | Atualizado em 13/04/2022 às 10:03
RICHARD SILVA / PCDOB / DIVULGAÇÃO
VICE-GOVERNADORA Luciana segue como alternativa para o Senado - FOTO: RICHARD SILVA / PCDOB / DIVULGAÇÃO
Leitura:

Conforme o antecipado com exclusividade, Luciana Santos (PCdoB), em meio às indefinições da Frente Popular, vai lançar sua pré-candidatura ao Senado. A vice-governadora, eleita junto com Paulo Câmara (PSB) em 2018, realiza evento no próximo dia 18 para marcar sua demanda pela vaga à Câmara Alta.

"É tempo de ousadia, alegria e esperança! Tempo de reunir as forças e organizar as ideias para derrotar o negacionismo e inaugurar um novo momento para o Brasil e para a nossa gente. Nós queremos construir esse momento de forma coletiva", anuncia Luciana Santos nas suas redes sociais.

A chamada é acompanhada por uma foto da vice-governadora abraçada a Lula, num comício. O evento do lançamento da pré-candidatura de Luciana Santos ao Senado ocorre na próxima segunda-feira, 18 de abril, a partir das 17h30 na Di Branco Recepções, Rua do Apolo, 199, Recife.

"Estou colocando meu nome à disposição da Frente Popular — que terá meu amigo Danilo Cabral como candidato a Governador — para disputar uma vaga no Senado. E ESTOU animada com a possibilidade e o desafio!", completou Luciana Santos.

A indicação da vice-governadora como candidata ao Senado aconteceu no fim de janeiro, durante uma reunião de lideranças da Frente Popular com Paulo Câmara (PSB). O movimento do PCdoB aconteceu por sugestão de Renildo Calheiros.

Enquanto isso, Frente Popular segue sendo palco de disputa por vaga ao Senado

A vaga ao Senado pela Frente Popular é objeto de desejo de diversos atores que integram a aliança em Pernambuco. Dentre os cotados para a vaga está André de Paula, presidente estadual do PSD.

O PT, que abriu mão da candidatura de Humberto Costa ao Governo de Pernambuco, exige a vaga. O deputado federal Carlos Veras foi escolhido pelo campo majoritário do partido, mas Teresa Leitão deve ser a indicada pelos petistas.

Como prova da movimentação esperada do PT, a oposição, inclusive, já conta com a deputada estadual na chapa de Danilo Cabral (PSB).

Comentários

Últimas notícias