ELEIÇÕES 2022

Pesquisa eleitoral: Marília Arraes tem vantagem maior concorrendo ao Senado que ao Governo

Na pesquisa eleitoral divulgada nesta quarta (27) com exclusividade pela coluna, Marília Arraes (SD) desponta como favorita

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 27/04/2022 às 15:18 | Atualizado em 28/04/2022 às 19:42
Guga Matos/JC Imagem
Filiação de Marília Arraes ao Solidariedade, evento realizado no Recife Praia Hotel. - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Na pesquisa eleitoral divulgada nesta quarta (27) com exclusividade pela coluna, Marília Arraes (SD) desponta como favorita. A pré-candidata ao Governo de Pernambuco, de acordo com o levantamento, está na frente tanto na intenção de voto para o executivo estadual quanto ao Senado Federal.

 

A deputada tem melhor performance na disputa pelo Senado, tendo pelo menos 34% de vantagem cenário mais adverso. Já na corrida pelo executivo, sua vantagem mínima é de 11%.

Nos três cenários em que seu nome aparece, a pré-candidata do Solidariedade lidera a intenção de voto ao Governo de Pernambuco, com 26% no cenário menos favorável e 36% no mais confortável. Confira aqui os números da pesquisa ao executivo.

  • Em tempo, confira a taxa de aprovação e desaprovação do Governo Paulo Câmara
  • A pesquisa também mediu a intenção de voto para a Presidência e a avaliação do Governo Bolsonaro em Pernambuco. Confira aqui

No Governo, o cenário mais favorável para Marília, no qual ela chega a 36%, é quando Raquel Lyra (PSDB) não disputa. A deputada chega na sua melhor votação disputando com: Anderson Ferreira, do PL (11%); Danilo Cabral, do PSB (9%); João Arnaldo, do PSOL (6%); e Jones Manoel (PCB) (1%). Nesse caso, brancos e nulos somam 31%.

Já na disputa pelo Senado (confira aqui os dados completos), ela é testada em três cenários. Os números apontam que uma disputa pela Câmara Alta seria mais fácil para a deputada que uma candidatura ao Governo. Em todos as configurações, ela fica entre 44% e 45%.

A ex-petista é mais competitiva, chegando a 45%, quando concorre com Gilson Machado, do PL (8%); Luciana Santos, do PCdoB, (6%); e Eugênia Lima, do PSOL (2%). Nesse cenário, eleitores que dizem votar em branco ou em nulo somam 34%.

Vale lembrar que, como publicou-se no Blog, especulou-se uma negociação de Marilia Arraes com Raquel Lyra após a deputada ter deixado o PT. O acordo, que não saiu do papel, colocaria uma das duas favoritas na disputa pelo Senado.

Comentários

Últimas notícias