Formação de palanques

Humberto Costa diz que Frente Popular aceitou nome de Teresa Leitão

PT marcou evento para domingo, em Pernambuco, para chancelar o nome da deputada estadual Teresa Leitão como candidata ao Senado

JAMILDO MELO
Cadastrado por
JAMILDO MELO
Publicado em 11/05/2022 às 18:40 | Atualizado em 11/05/2022 às 18:55
RICARDO STUCKERT
Lula e Paulo Câmara - FOTO: RICARDO STUCKERT
Leitura:

O senador Humberto Costa (PT-PE) disse que o nome da deputada estadual Teresa Leitão (PT) poderá ser oficializado ainda essa semana para a vaga ao Senado Federal na chapa majoritária da Frente Popular em Pernambuco.

“O PT já externou a sua posição, já houve aceitação por parte do governador [Paulo Câmara] e dos integrantes do PSB, e eu acredito que ainda essa semana, antes do encontro estadual do PT, domingo, nós vamos ter essa formalização”, afirmou, de acordo com o blog de Alberes Xavier.

O senador participa do grupo de trabalho eleitoral para as articulações e acordos do partido com outras legendas, e da coordenação da elaboração do programa de saúde.

O senador Humberto Costa (PT-PE), participou no último sábado (7), do evento que aconteceu em São Paulo para a oficialização da pré-candidatura de Lula (PT) e Alckmim (PSB) para a Presidência da República. O evento contou com a participação de políticos e lideranças de todo o país.

Facebook
Teresa Leitão cuidava de uma campanha para federal e entrou na disputa pelo Senado - Facebook

O senador avaliou o discurso do presidenciável e os próximos passos da campanha.

“Um evento extremante emocionante com muita participação. Uma sintonia muito grande entre o discurso do presidente Lula e o discurso do nosso candidato a vice-presidente Geraldo Alckmim. Muito centrados na defesa da liberdade, da democracia, no respeito a Constituição, da paz no Brasil e da redução nas desigualdades e da pobreza. Lula fez muito bem o resgate da era do Brasil nos anos de Governo do PT”, afirmou o senador ao blog do Alberes Xavier.

Humberto Costa disse ainda que o grupo irá formular uma agenda e começar a andar pelo país, e, em simultâneo “resolver as últimas pendências e alianças em cada estado do Brasil”.

Comentários

Últimas notícias