BASTIDORES

Aliança de Marília Arraes com André de Paula será anunciada próxima semana, garante aliado

Conforme a coluna adiantou, consolidou-se a aliança entre André de Paula (PSD) e Marília Arraes (SD) para a eleição deste ano

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 12/05/2022 às 15:32 | Atualizado em 12/05/2022 às 15:56
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
ELEIÇÕES André de Paula (PSD) e Marilia Arraes (SD) podem formar chapa na disputa majoritária em PE - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

Conforme a coluna adiantou, consolidou-se a aliança entre André de Paula e Marília Arraes (SD) para a eleição deste ano. A reportagem apurou com aliado próximo aos pré-candidatos que a equipe do presidente estadual do PSD deve em breve convocar uma coletiva, a ser realizada na sede do Solidariedade na próxima semana, para oficializar seu futuro político.

Nos bastidores, espera-se que a oficialização aconteça nesta segunda-feira (16). Aliados garantem que o anúncio do evento pode ocorrer ainda nesta quinta (12), mas pode se estender para o fim de semana. No início de abril, André de Paula bateu o pé e disse que seria candidato ao Senado, com ou sem a Frente Popular.

A aliança liderada pelo PSB preteriu o deputado federal em nome de Teresa Leitão, como forma de amarrar o PT à chapa de Danilo Cabral (PSB), pré-candidato de Paulo Câmara ao Governo de Pernambuco. O socialista disputa com Marília a associação a Lula (PT).

Ao anunciar sua pré-candidatura, André de Paula poupou o governador Paulo Câmara de críticas, mas cobriu Marília Arraes de elogios e fez mistérios sobre o futuro. Durante as últimas semanas, informações de bastidores dão conta de que ensaiou-se uma reaproximação do presidente do PSD-PE com o PSB, o que não deu certo.

Junto com o PSD de André de Paula, desembarcam na chapa de Marília Arraes também o PP de Eduardo da Fonte e o Avante, liderado por Sebastião Oliveira, cotado para vice. Além dessas siglas, já fazem parte das bases da pré-candidata o Agir 36 e o PROS.

Líder nas pesquisas eleitorais, o desafio de Marília Arraes até o momento consistia em conseguir alianças para oferecer estrutura à sua pré-candidatura.

Nos bastidores, lideranças de oposição e situação apostam que, sem tempo de TV, fundo para financiar a campanha e capilaridade junto às prefeituras, a deputada deve derreter. Com a chegada do PSD e do PP, ela supera esse primeiro desafio.

Em tempo, André de Paula já apareceu bem colocado. Na pesquisa Conectar, divulgada pela coluna, o presidente do PSD-PE liderava a corrida pelo Senado no 'cenário real', sem Marília Arraes e Raquel Lyra (PSDB) na disputa. Ambas são pré-candidatas ao Governo de Pernambuco.

Comentários

Últimas notícias