A volta da folia

Secretaria de Educação de Bom Conselho, no interior de Pernambuco, vai pagar R$ 350 mil para cantor de piseiro João Gomes fazer show

Informação foi publicada no Diário Oficial. Só o cantor João Gomes vai levar a bolada de R$ 350 mil

Jamildo Melo
Cadastrado por
Jamildo Melo
Publicado em 12/05/2022 às 13:25 | Atualizado em 13/05/2022 às 11:55
Divulgação
João Gomes é um cantor de piseiro e tornou-se o cantor mais ouvido do país no ano de 2021 - FOTO: Divulgação
Leitura:

Sem alarde, a Secretaria Municipal de Educação de Bom Conselho, no interior de Pernambuco, vai pagar R$ 1.120.000,00 (um milhão cento e vinte mil reais) para vários cantores se apresentarem nos festejos juninos do município. Em tempo, após a publicação desta matéria, o TCE exigiu explicações da gestão sobre o caso.

O maior cachê vai para o cantor de piseiro pernambucano João Gomes, que vai receber R$ 350 mil da prefeitura do interior pernambucano. Trata-se de um cantor e compositor brasileiro de piseiro, tendo alcançado destaque nacional já com o seu álbum de estreia, tornando-se o cantor mais ouvido do país no ano de 2021.

Na cidade de Serra Talhada, haverá show com João Gomes, no valor de R$ 350 mil, mas a diferença é que o custo será arcado pela Empetur, de acordo com extrato publicado no DO.

Saiba mais sobre os valores e demais artistas contratados:

  • A dupla César Menotti e Fabiano foi contemplada com cachê de R$ 200 mil
  • A cantora Priscila Senna vai receber R$ 120 mil
  • Já Marcinho Sensação vai receber R$ 200 mil de cachê
  • A VF Shows Produções LTDA, do cantor Vitor Fernandes e Banda, vai receber R$ 200 mil
  • Para a Sim Serviços de Organização de festas, eventos e formatura LTDA, do Luka Bass, é destinado valor de R$ 50 mil

Todas as informações constam do Diário Oficial. Segundo o ato, os valores serão pagos pelo Fundo Municipal de Educação da cidade. A inexigibilidade de licitação para pagar os artistas está assinada pela secretária municipal de Educação. Bom Conselho, no Agreste de Pernambuco, tem 58 mil habitantes.

Reprodução
Valores elevados para shows, com dinheiro da educação - Reprodução

Em nota, a Prefeitura de Bom Conselho diz que o Departamento de Cultura Municipal, do qual é a unidade que de fato irá ficar responsável pelas festividades, está vinculado à Secretaria de Educação, Cultura, Esportes, Lazer, Juventude e Turismo.

"Desta feita, não será a Secretaria de Educação que irá pagar com recursos próprios, muito menos recursos federais, as futuras atrações após todo trâmite legal, mas sim o Departamento de Cultura Municipal, com aportes do FPM - Fundo de Participação dos Municípios, que administrativamente e orçamentariamente conforme Lei Orçamentária Anual, está vinculado a Secretaria de Educação, Cultura, Esportes, Lazer, Juventude e Turismo", diz. 

A prefeitura reforça que "desse modo, reafirmamos que sempre agimos com transparência e respeito aos recursos públicos e condenamos veementemente a tentativa de macular uma festa que já está em sua 27ª edição e que atende o calendário cultural do município". 

Comentários

Últimas notícias