PERNAMBUCO

Túlio Gadelha corrige parlamentar e explica diferença entre bolo de rolo e rocambole

Durante sessão na Câmara, Túlio Gadelha (REDE) divertiu colegas ao explicar a diferença entre rocambole e bolo de rolo

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 12/05/2022 às 14:17
Kauê Pinto/Divulgação
O deputado federal Túlio Gadelha deve deixar o PDT - FOTO: Kauê Pinto/Divulgação
Leitura:

Votou-se na Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados, nessa quarta-feira (11), uma proposição que dá ao município de Lagoa Dourada, no Estado de Minas Gerais, o título de Capital Nacional do Rocambole. Durante a sessão, Túlio Gadelha (REDE), defendeu a honra pernambucana ao explicar a diferença entre a iguaria sudestina para o bolo de rolo.

"Fui provocado na bancada para dizer que rocambole não é bolo de rolo. Rocambole é uma coisa, bolo de rolo é outra coisa. A única coisa em comum é o formato cilíndrico, mas existem diferenças claras na massa e no recheio. Queria deixar isso claro porque é uma ofensa aos pernambucanos", brincou Túlio Gadelha, arrancando risos dos colegas parlamentares.

A matéria em questão é o Projeto de Lei 2209/2021, de autoria do deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). Aprovada na Comissão de Cultura, ela segue agora para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Em tempo, a coluna Sabor da gente ensina a fazer bolo de rolo.

"A tradição desse doce em Lagoa Dourada é antiga. Segundo o livro Lagoa Dourada 300 Anos - Síntese Histórica, de Dauro Buzatti, a vitalidade da produção leiteira local sempre forneceu matéria prima para bolos, biscoitos, doces, enfim, toda uma variedade de quitandas típicas da cultura mineira", argumenta o parlamentar na proposição.

Comentários

Últimas notícias