PERNAMBUCO

PSOL e REDE garantem que não abriram negociação com Marília Arraes para eventual vice

Nos bastidores, especula-se que Marília Arraes (SD) poderia ter Maurício Rands (REDE) como vice, numa aliança envolvendo também o PSOL. As legendas negam

Augusto Tenório
Cadastrado por
Augusto Tenório
Publicado em 18/05/2022 às 9:47
GUGA MATOS/JC IMAGEM
PROTAGONISTA Pré-candidata ao Governo, Marília diz que é necessário dar atenção à maioria feminina - FOTO: GUGA MATOS/JC IMAGEM
Leitura:

Nessa terça-feira (17), a coluna mostrou que, nos bastidores, especula-se que Marília Arraes (SD) poderia ter Maurício Rands (REDE) como vice, numa aliança envolvendo também o PSOL. Trata-se do ex-coordenador geral do programa de Eduardo Campos. Ambas as legendas negaram a negociação com a pré-candidata ao Governo de Pernambuco.

Em resposta à coluna, o PSOL e REDE garantem que não abriram negociação com Marília Arraes para eventual vice. As legendas garantiram comprometimento com uma agenda voltada ainda mais à esquerda, o que, na visão dos partidos, não tem espaço na configuração de alianças em torno da pré-candidata.

"O PSOL-PE tem respeito aos políticos citados na matéria, no entanto, não relaciona vinculação aos nomes por meio da federação PSOL/Rede e, tampouco, interesse em abrir mão das pré-candidaturas majoritárias em Pernambuco em nome de uma aliança sem caráter de esquerda e que não representa os princípios e programa do Partido Socialismo e Liberdade. Seguiremos galgando o nosso espaço representativo de esquerda e oposição em Pernambuco. O PSOL vai sim apresentar uma alternativa popular, ecossocialista e de esquerda para o nosso estado. Seguiremos juntos com Lula, João Arnaldo e Eugênia para derrotar Bolsonaro e as velhas oligarquias de Pernambuco", garantiu a legenda.

A REDE segue o mesmo tom. Disse, assim como o PSOL, respeitar Marília Arraes e Maurício Rands, mas segue comprometida com a agenda da legenda e da federação.

"Nesse contexto, reafirmamos que o único nome que temos aberto diálogo para discutir o futuro do Estado, é do pré-candidato João Arnaldo, compreendendo que este, é a indicação do PSOL na composição da nossa Federação em Pernambuco. Dessa forma, esclarecemos que os diálogos entre a nossa federação para composição na majoritária desta chapa, ainda acontecem. O que é certo e legítimo é que a Rede Sustentabilidade não abre mão de debater um projeto para Pernambuco, que representa uma alternativa de enfrentamento ao bolsonarismo e ao atraso desses que governam Pernambuco há dezesseis anos. Assim, a REDE Sustentabilidade reitera o seu compromisso com a Federação REDE/PSOL, mas principalmente, com povo Pernambucano", disse a REDE, em nota.

Comentários

Últimas notícias